A Lei Maria da Penha completa 11 anos hoje com o lançamento dos “Relógios da Violência”.

A Lei Maria da Penha foi aprovada no Brasil há 11 anos, com a intenção de proteger mulheres e transexuais que se identifiquem com o gênero feminino de todos os tipos de violência, seja psicológica, física ou patrimonial e vale para qualquer tipo de agressor, não sendo exclusivo de parceiro ou parceira, mas também qualquer pessoa conhecida ou não da vítima.

Apesar de já termos tido muitos avanços com a Lei, sabemos que ainda há um longo caminho a percorrer, porque as mulheres ainda sofrem preconceito quando vão à delegacia fazer uma denuncia. Se elas sofrem violência sexual, ainda são vistas como culpadas e precisamos parar de culpar as vítimas. A vítima nunca é culpada por sofrer uma violência!

Por isso, o Insituto Maria da Penha lançou hoje, dia em que a Lei completa 11 anos, os Relógios da Violência. Este projeto usa como base uma pesquisa da Datafolha realizada em fevereiro deste ano que diz que a cada 2 segundos uma mulher sofre violência física ou verbal. Isso mesmo, gente… 2 segundos!!!

Campanha Relógios da Violência

Hoje, 07 de agosto, dia que a Lei Maria da Penha completa 11 anos, o Instituto Maria da Penha está realizando a campanha Relógios da Violência que irá contabilizar as horas do dia por números de mulheres vítimas de violência. Para participar é só visitar o site www.relogiosdaviolencia.com.br e compartilhar nas redes sociais usando a hashtag #tanahoradeparar. Você pode também postar esse video na sua story do Instagram e do facebook. Contamos com sua adesão para que mais mulheres possam conhecer seu direito de viver sem violência!

Posted by Instituto Maria da Penha – IMP on Monday, August 7, 2017

 

No site é possível ver gráficos que são totalmente interativos sobre e os tipos de violências e os ciclos pelos quais uma mulher passa em situação de abuso. A intenção é justamente chamar a atenção para as violências e a banalização que se faz delas e mostrar que isso não é algo normal, natural. É sério e deve ser combatido com muito rigor pela Lei.

Na segunda roda de conversa de hoje, aniversário da Lei Maria da Penha, vamos discutir a violência física e a sexual contra as mulheres. Acompanhe e participe!

Posted by Instituto Maria da Penha – IMP on Monday, August 7, 2017

 

Para abordar este assunto, também foram feitos vídeos para falar sobre a violência contra a mulher e hoje a Viviane Duarte, criadora do Plano Feminino, também participou de um bate-papo sobre a violência física e sexual e mostrar que precisamos, sim, falar sobre isso e lutar mais a cada dia para que nenhuma mulher tenha que passar por nenhum tipo de violência.

Se você sofreu, sofre ou conhece alguma mulher vítima de violência, denuncie, ligue no número 180!

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.