A partir de 2020, rosto de mulher vai estampar nota de 10 dólares

Demorou, mas finalmente aconteceu! O rosto de uma mulher irá estampar uma nota de dólar norte-americano.

O anuncio oficial desse notícia foi feito pelo secretário do Tesouro norte-americano, Jack Lew. Segundo ele, a nota de 10 dólares será redesenhada e vai apresentar o rosto de uma personalidade feminina, que ele disse apenas que será “uma mulher que contribuiu e representa os valores da democracia americana”.

Embora seja uma novidade empolgante, a previsão para essa cédula é apenas em 2020. Porém, tem um motivo para isso, nesse ano a aprovação da 19ª emenda, que estendeu às mulheres o direito de votar, vai completar cem anos.

“Nossas notas e as imagens de grandes líderes americanos e marcos históricos que eles retratam são há tempos uma maneira para honrarmos nosso passado e discutirmos nosso valores“, disse Lew a repórteres em uma teleconferência. “Esta decisão de colocar uma mulher em uma nota de 10 dólares reflete nossas aspirações para o futuro, assim como reflexões do passado.”

Para contar com a participação da população votando em quem eles acham que deveria ir para a nota, o Departamento do Tesouro criou a hashtag #TheNew10.

Há algum tempo, acontecia o movimento Women on 20s, uma campanha para levar a figura de uma mulher ao dólar atual. Em enquete conduzida por esse grupo, a escolhida mais de 600 mil votos foi a abolicionista negra Harriet Tubman.

Veja abaixo algumas outras possibilidades:

slide_360245_4028091_compressed

Amelia Earhart: Foi pioneira na aviação e defensora dos direitos das mulheres. Foi a primeira mulher a atravessar sozinha o Oceano Atlântico, em 1928.
 slide_360245_4028092_compressed
Ayn Rand: Escritora e filósofa, foi uma das expoentes do liberalismo.
 slide_360245_4028093_compressed
Beyonce Knowles: A cantora se tornou uma referência de emancipação feminina para as novas gerações.
 slide_360245_4028094_compressed
Eleanor Roosevelt: A esposa de Franklin Delano Roosevelt presidiu a comissão da ONU que elaborou e aprovou a Declaração Universal dos Direitos Humanos.
 slide_360245_4028095_compressed
Harriet Tubman: Conhecida como Black Moses, espiã do exército do norte na Guerra de Secessão, lutou pela abolição da escravidão e pelo sufrágio para as mulheres.

Curiosidade

A última vez que uma mulher estampou uma um papel-moeda no país foi entre 1891 e 1896, quando o rosto de Martha Washington, esposa de George Washington, foi impresso em um certificado de prata do dólar. Antes dela, apenas Pocahontas havia sido estampada em papel-moeda, entre 1865 e 1869.

UPDATE

Não vamos ter que esperar até 2020, pela primeira vez, uma mulher negra vai estampar uma nota americana. Eleita por votação em maio do ano passado, como contamos no começo da matéria, a ex-escrava Harriet Tubman será a nova cédulo da US$ 20, no lugar do ex-presidente Jackson, que foi dono de fazendas de escravos e chegou a apoiar o ato de remoção dos índios, em 1830, causando a morte de milhares deles.

Ana Victorazzi

Jornalista

Apaixonada por café, cor laranja e animais. Formada em jornalismo e mãe de dois gatos, acredita na bondade das pessoas.