Acusado de assédio em ônibus já está solto

Bombou nessa semana o caso de um cara que ejaculou em cima de uma mulher, dentro de um ônibus na Avenida Paulista. Aí o que você pensa: revolta, nojo, repulsa… impossível conceber como uma pessoa tem coragem de fazer algo assim. Isso caracteriza ESTUPRO!!!

Com o apoio das outras pessoas que estavam no ônibus que impediram que o homem fugisse, a mulher foi à delegacia, prestou queixa e o homem ficou preso para averiguação. Que alívio, né? Menos um homem estuprador, tarado nas ruas. Menos uma pessoa pra abusar de uma mulher. Mas olha só… ledo engano, viu? Hoje o estuprador foi solto com a seguinte justificativa do juiz José Eugenio do Amaral Souza Neto:

“Entendo que não houve constrangimento tampouco violência ou grave ameaça, pois a vítima estava sentada em um banco de ônibus, quando foi surpreendida pela ejaculação do indiciado”

O Senhor juiz entende que não houve constrangimento. Agora imagine se isso acontece com a filha dele, ou com a esposa, será que o veredito seria o mesmo?

Vale ressaltar que o acusado tem várias passagens por estupro e ainda assim foi solto!!! Impossível acreditar que isso ainda aconteça.

É por isso que muitas mulheres se sentem intimidadas, é por isso que muitas mulheres deixam de denunciar, passar horas na delegacia pra depois ver a pessoa ser solta assim, menos de 24 horas depois de ser preso, pra ter toda a liberdade de praticar o mesmo crime com outras mulheres e talvez acontecer com ela mesma mais uma vez.

Até quando isso vai acontecer? Até quando teremos que nos calar diante da justiça – ou a falta dela?

 

Kelly Sá

Amante da arte, das palavras. Adora crianças, cachorros e gatos. Formada em Letras, adora trabalhar com conteúdo, fazendo das palavras o seu brinquedo preferido.