Betty Faria mandou muito mal em declaração sobre abandono paterno

Ontem, quinta-feira, a atriz Betty Faria participou do Programa Encontro, da Fátima Bernardes e ela falou, entre outros assuntos, sobre sua relação com seus ex-maridos e os filhos após a separação. A ideia era falar sobre paternidade ativa e abandono paterno, que também contava com a participação do ator Alexandre Nero e também da colunista do Plano Feminino Stephanie Ribeiro, que viveu na pele o sentimento de abandono paterno e falou sobre isso aqui.

Mas o caldo desandou quando Fátima perguntou a Betty se ela mantinha um bom relacionamento com os pais de seus filhos e a atriz respondeu que sim, mas completou com comentários extremamente machistas, falando sobre a postura que a mulher deve adotar para não “assustar” o homem e fazer assim, com que ele seja um pai presente.

“Depende muito da postura da mãe. Porque se a mãe é uma mulher chata, cobradora e cobra o dinheiro… esse nhe nhe nhé de mulher, sabe? Existe isso, que afasta o homem”, foi uma das falas da atriz.

Bem, claro que deu ruim e a discussão acabou se prolongando porque tanto a Fátima Bernardes como Alexandre Nero mostraram opinião contrária e a apresentadora questionou o que faria uma mãe que precisa desse dinheiro pra sustentar o filho, tendo da atriz a resposta de que deveria acontecer um acordo por meio de diálogo. Mas, na realidade, a gente sabe que não é assim que funciona, né?

 

 

O ator Alexandre Nero entrou nessa questão, falando que o diálogo muitas vezes não funciona e que a mulher deve cobrar o pai da criança com bastante firmeza mesmo. “Tem que assustar, sim, pois a gente vive numa realidade que é assustadora”, disse o ator. Mas, não contente, Betty ainda reforçou que a mãe é quem assusta o pai da criança com cobranças sobre presença e pensão e que as crianças é quem sofrem com isso.

Stephanie também falou a respeito e fez um relato emocionante sobre como foi ser criada pela mãe, quando seu pai abandonou a família quando ela tinha 3 anos e sua mãe carregava outro filho na barriga. Impossível não se emocionar e pensar que muitas crianças ainda passam por esse tipo de situação.

 

Abandono paterno

Belíssima entrevista da Stephanie Ribeiro falando sobre abandono paterno no programa Encontro.

Posted by NEIAB – UEM on Thursday, August 17, 2017

 

Por isso que ver uma pessoa pública falar esse tipo de absurdo em rede nacional não dá, né, minha gente… Alexandre Nero ainda interrompeu a atriz, inconformado com os comentários, para completar dizendo que ela não deveria transferir a culpa do abandono para as mães, que na verdade os pais é que deveriam arcar com suas responsabilidades, sem que precisassem ser cobrados.

“Desse jeito que você fala, Betty, parece que que a mulher tem culpa de processar o homem quando ele não paga pensão. A mulher não tem culpa nenhuma. A culpa é do cara que não pagou a pensão e ela tem que fazer valer o que permite a lei. Ela tem que processar, sim”, completou Nero, falando o que muita mulher gostaria de dizer se estivesse em seu lugar.

Você acha que acabou? A gente gostaria que tivesse parado por aí, mas teve mais, viu? A atriz ainda disse que o ideal seria que as mulheres trabalhassem para criar seus filhos, ao invés de ficarem dependendo de pensão. “O ideal, pela minha ótica feminina, que eu acho que a mulher tem uma obrigação ética… uma ética moral de mostrar para os filhos como uma mulher bacana deve ser. Porque é assim que existe o respeito do homem pela mulher, é assim que o homem vai respeitar a mulher”.

Olha, fica até difícil saber o que dizer diante desse tipo de comentário. Mas é por isso que lutamos, para acabar com esse tipo de visão machista, para que as mulheres deixem de ser consideradas culpadas pelo abondo paterno, pela violência, pelo abuso ou por qualquer outra coisa que a ofenda.

 

 

 

Kelly Sá

Amante da arte, das palavras. Adora crianças, cachorros e gatos. Formada em Letras, adora trabalhar com conteúdo, fazendo das palavras o seu brinquedo preferido.