É impossível ser bem-sucedido sozinho

Quando eu subi no palco do TEDx, eu lembrei de escrever este texto que estava na minha mente há algum tempo. O motivo é simples: eu lembrei de cada pessoa que me ajudou nesta trajetória que está apenas começando. Ou melhor, recomeçando. Algumas delas foram me prestigiar e fizeram uma torcida incrível. Cada mulher que esteve no palco recebeu palmas, gritos e muito carinho após as suas ideias terem sido espalhadas.

Muitas pessoas bem-sucedidas não alcançaram o sucesso delas sozinhas. Nenhuma. E se hoje elas brilham profissionalmente sem mencioná-las, eu acho uma pena. A gratidão é muito mais do que um mensagem que virou piada nas redes sociais, ela é um sentimento genuíno de dizer que ninguém conseguiria aquilo, sem a ajuda de outrem.

Durante o TEDxSãoPaulo, a Viviane Duarte, do Plano Feminino,  agradeceu a todas as suas vizinhas que compraram os bolos que ela e a sua mãe produziam em sua infância. Este senso de comunidade é muito comum na periferia, onde vizinhos se ajudam com o que podem. Como ninguém está nadando em dinheiro, a compra de um bolo no fim de semana se torna um compromisso. A minha mãe, por exemplo, sempre separava o dinheiro do cuscuz de milho que comprava da vizinha. Em compensação, muitas outras as procurava para fazer pequenos serviços de costura. Não existia caridade, era uma troca justa. Aliás, justíssima.

Você precisa dos outros, mas tenha um limite.

Vão passar pela sua vida muitas pessoas, umas boas e outras ruins. Na verdade, algumas bem ruins que vão tentar te derrubar. Isso não vai tirar o brilho da sua jornada e para te ser sincera, elas vão até te fortalecer. Depois da tempestade, você vai levar pra vida o maior aprendizado disso que é aprender a ter cuidado com pessoas aproveitadoras; elas não prestavam atenção em você até ontem e continuariam caso permanecesse na inércia.

Este é um indicador poderoso do caminho certo.
Siga em frente.

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.