Ela tem um Plano: melhorar o conhecimento das pessoas sobre o mercado digital

Tatti Maeda é uma mulher cheia de Planos. Foi criada pelos pais junto com a irmã mais nova, Suelen e teve uma infância muito feliz. Perdeu a mãe cedo, aos 19 anos, durante o almoço de Natal, e foi pensando em todo amor que ela lhe dedicara que conseguiu se reerguer emocionalmente e terminar a faculdade de Publicidade. Aos 25 anos, decidiu dar um novo rumo à sua vida e morou no Japão por 1 ano, que transformou a sua forma de ver a vida e a fez enxergar que para fazer acontecer é preciso batalhar. E muito! Quando voltou ao Brasil, teve um filho, o Yuki e, quando ele tinha 2 anos, se separou do marido e decidiu dar uma reviravolta na sua vida profissional e voltar ao mercado de trabalho na área de publicidade.

 

Plano Feminino: Como foi a sua experiência na área de publicidade?

Tatti Maeda: Passei a trabalhar muito na área de marketing corporativo, fiz assessoria de imprensa, organização de eventos. De tudo um pouco. Até começar a ser chamada para produzir conteúdos colaborativos em parceira com Blogs que já possuiam uma audiência expressiva. Foi aí que comecei a entender que poderia unir minha expertise profissional com gosto pessoal e engrenar profissionalmente no mundo digital.

Passei por agências digitais, comecei como Analista de Redes Sociais, Coordenadora de Mídias Sociais , e devido a repercussão positiva de meus conteúdos e posicionamentos nas mídias sociais , comecei a ser chamada para palestrar em eventos do circuito digital como Social Media Week , Semana Global de Empreendedorismo e ingressar em HUBs como Coletivo “Mães + Amigas” da Coca-Cola. Daí em diante, parti para carreira solo e em pouco tempo recebi um convite para trabalhar no ReclameAQUI , onde permaneci por 2 anos e meio e muito aprendi sobre Gestão de SAC com foco em Mídias Sociais.

Atendi contas que me permitiram desenvolver todo processo de implantação ( com treinamento, aculturamento, criação de fluxos de atendimento digital, etc ) em marcas como B2W Digital , Walmart e suas 8 bandeiras, Hotel Urbano , Peixe Urbano, C&C .

 

Plano Feminino: Hoje você não trabalha mais em empresa, é uma empreendedora. Conte um pouco pra gente.

Tatti: Faz 1 ano que resolvi focar em meus propósitos como profissional e partir mais uma vez para o mercado: atuo hoje como Consultora de Marketing Digital com foco em Presença Online ( Relacionamento ) e SAC 3.0, ministro workshops, palestras, aulas e treinamentos para estes temas. Uma jornada de muita dedicação, atenção e trabalho cheia de desafios mas que eu amo!

 

Plano: Qual sua percepção sobre o mercado que atua?

Tatti: Sinto que o ambiente digital possibilita para muitos viabilizar oportunidades que sem o digital não chegariam nem perto de acontecer, mas não é mágica. Tem que se dedicar, pesquisar. Digo isso porque muito do que eu aprendi sobre ferramentas, sobre novas plataformas de mídia, foi por meio de eventos online ou presenciais GRATUITOS.

E pensando em nós , mulheres, noto um olhar ainda “inquieto” sobre o que fazer e como usar o espaço digital a seu favor. Acho importante destacar no entanto, que sabemos como ninguém, usar o digital a favor de CAUSAS relacionadas a verdadeiros “tabus” ligados a temas como machismo, preconceito e mulheres no mercado de trabalho. Gosto MUITO desse movimento todo e nesse aspecto mais “social” entendo que estamos em um caminho muito positivo.

 

Plano: Qual seu plano e qual a dica para as mulheres ocuparem seus espaços por direito?

Tatti: Meu plano é seguir educando o mercado sobre este amplo universo digital. Parece simplório, não? Eu acredito profundamente no valor da EDUCAÇÃO para melhorar e transformar realidades. Na minha percepção o uso de recursos digitais não acompanham algo essencial: educação real sobre como toda essa força pode ser utilizada em nossas vidas, nossa profissão.
Isso só vai acontecer quando desde a infância as crianças forem educadas a respeito da amplitude e transformações que a sociedade vive ao passo que as tecnologias avançam. Um dia ainda chego lá!

Mulheres: eu senti na pele as dificuldades de inserção no meio profissional que desejava seguir (quando me separei de forma dolorosa, com filho pequenininho) precisei contar com AJUDA de pessoas ao meu redor para seguir meus planos! E esse foi um PONTO muito importante para que eu conseguisse alcançar boa parte dos meus objetivos. Cito isso porque por “natureza” nos sentimos SUPERMULHERES e nos apegamos de maneira muito genuína a práticas que nos “limitam” : deixar o filho de vez em quando com a madrinha não faz de você uma mãe ruim. Nem muito menos, colocá-lo em berçário integral. Posso super falar mais sobre isso tudo, podem me procurar! ( :

E para quem não é mamãe ainda, dou muita força: lute pelo sonhos dê crédito a suas ideias e se conecte com outras mulheres que te inspiram!

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.