Ela Tem Um Plano: Neide Santos, da ONG Vida Corrida

Maratonista, líder comunitária, empreendedora social, costureira, palestrante, voluntária, humana. É assim que Neide Santos se descreve. Aos 55 anos ela tem muita história para contar. Uma mulher que tirou graça da desgraça e transformou sua dor em alegria para si e para as pessoas que estão à sua volta com um  projeto inspirador.

neide santos 1

Nascida em Porto Seguro BA, viveu, segundo ela, no paraíso até os 6 anos e logo depois foi entregue pra adoção, passando por 3 famílias adotivas, sofrendo abusos, maus tratos e impossibilitada de ir à escola, por ter de trabalhar ainda na infância.

Casou-se aos 18 anos e aos 20 já estava viúva – o esposo foi assassinado – e teve de criar seu filho sozinha. Trabalhou em lojas, alfaiatarias, linha de produção para dar estudo e uma vida digna ao seu único filho, e sempre arrumava tempo para treinar e participar de competições nos finais de semana. Conheceu o esporte em 1974 e ele passou a fazer parte de sua vida.

Em 1999 iniciou treinamentos com mulheres de sua comunidade e percebeu que seria um sucesso. As mulheres buscavam algo para se envolver que fizesse bem para suas almasEm menos de um ano já eram mais de 60 integrantes em seu projeto, donas de casa, empregadas domésticas, professoras da rede pública, revendedoras de cosméticos…todas juntas correndo em busca de uma vida mais empoderada.

“Todas elas buscam qualidade de vida, querem socializar, frequentar lugares que jamais iriam se não estivessem no projeto, retornar os estudos e contribuir com a comunidade compartilhando aprendizados e cuidando de sua autoestima.”

Com o sucesso de seu projeto, veio a ideia de seu filho em atender as crianças da comunidade, mas ela não topou por acreditar que precisaria de uma estrutura muito maior para atender os pequenos. Em setembro de 2000 Neide perdeu seu filho, mais uma tragédia em sua vida. Uma criança de 14 anos havia assassinado seu único filho e também sua força pra lutar, seu entusiasmo na vida, sua fé em Deus.

“Desejava do fundo do coração, morrer. Não me conformava com tanta violência e por que comigo, eu que sempre estava pronta para ajudar o próximo sem nunca questionar”.

Poucos meses depois de ter sepultado seu filho, as mulheres da comunidade foram à sua casa, preocupadas com sua depressão e a encorajaram a voltar a correr e a seguir a vida. A seguir com o pedido de seu filho e iniciar um trabalho com as crianças da comunidade, que precisavam tanto de oportunidades para se tornarem cidadãos de bem e a corrida poderia fazer isso por eles. Neide poderia fazer isso por eles. “ Precisava sair do calvário e topei o desafio sem fazer Planos nem contas”, conta Neide.

Com a ajuda de suas patroas ela conseguiu uma pequena verba para tocar o projeto com as crianças e assim, outros comerciantes e pessoas também passaram a contribuir. Ela se fortaleceu ajudando o outro e conseguiu se reerguer, percebendo o brilho no olhar e a conquista que estava proporcionando a cada criança e mulher envolvidos em seu projeto.

Em 2009 ela se inscreveu no Projeto Prêmio NIKE GAMECHANGERS (Mulheres virando o jogo no esporte), que e foi eleito o melhor projeto social de meninas e mulheres do Brasil. Sinal de que seu caminho estava certo e suas vitórias estavam apenas começando. Hoje, são 16 anos de projeto e transformação social promovida por esta guerreira, que hoje palestra em diversos eventos e já contou sua história de superação no TEDxSão Paulo este ano.

Seu filho de coração, Jonathan Santos Rocha, que brincava de correr nas ruas, sonhava em conhecer o atleta Marilson Gomes e hoje por meio de seu projeto, o garoto treina ao lado de seu ídolo e disputará uma medalha Olímpica em 2020.

As mulheres do projeto de Neide também sonham alto e querem aprender mais:

“ Quando iniciei o Projeto eram 2% de mulheres universitárias, hoje essa realidade mudou, são 12% de universitárias, outras fazem cursos de capacitação para poder trabalhar em casa e ajudarem na renda familiar e ganharem autonomia financeira também”.

neide santos 3

Um conselho da Neide:

“Eu tenho uma eterna busca em ser feliz. Hoje encontrei a felicidade nas centenas de Filhos do Coração que esta comunidade me presenteou e, de toda esta lição, se puder dar um conselho às mulheres é que Todas nós temos a capacidade de reinventar na hora das maiores dificuldades na vida, todas nós temos talentos escondidos dentro de nós. Descubra o seu e corra atrás de seus objetivos agora!

Meus Planos são de Construir a Casa Vida Corrida e carregar a Tocha Olímpica e vou chegar lá. Acreditem!

 

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.