Estudante de Design de Moda criou coleção plus size inspirada na diversidade de corpos

A estudante de Tecnologia em Design de Moda do Centro Universitário Franciscano (Unifra), Nathália Charão, está trabalhando em uma moda mais democrática e inclusiva. Aos 19 anos, ela desenvolveu uma coleção de moda plus size, que acaba com estereótipos chamada de Despertar das Coxilhas, com o objetivo de atender as necessidades das mulheres plus dos 20 aos 45 anos, com peças bonitas e cheias de estilo.

A ideia de criar uma coleção pensada para as mulheres plus size, surgiu do conhecimento sobre a insatisfação das mulheres com as peças existentes hoje no mercado, que em sua maioria são sem graça e não valorizam suas curvas. E, pra atender este tipo de público, ela realizou uma pesquisa de 12 meses até chegar no perfil ideal de peças que essas mulheres gostariam de encontrar.

Com isso, ela criou uma nova tabela de medidas capaz de atender as dimensões reais de cada mulher plus size. A futura designer de moda analisou três marcas brasileiras que possuem tamanhos apresentados como plus e o resultado foi uma grade com numerações do 46 ao 60. Um dos desafios de Nathalia era adequar recortes e estampas e criar peças que fizessem com que essas  mulheres se sentissem bem.

A plus size quer estar dentro da tendência, mas valorizando o seu corpo, afirma a futura designer de moda.

 

 

Criação da coleção 
Nathália montou 10 looks para o outono 2018, pensados em cada detalhe. As peças dão destaque para a cintura, não tem recortes nas costas para não deixar a lingerie em destaque e as alças são largas para que a peça não fique à mostra. O decote também tem seu destaque na coleção para as mulheres que gostam de valorizar o colo.

A coleção foi chamada como Despertar das Coxilhas e teve como inspiração a Serra Gaúcha, que é representada nas cores e estampas com alguns elementos encontrados na Rota Romântica. Nathalia explica que “Os verdes são da serra, os azuis referentes às hortênsias e os mais avermelhados são do plátano”.

 

 

 

Mercado aposta na diversidade
A professora que orientou a criação das peças e o trabalho da Nathalia, Simone da Rosa, hoje os fabricantes se preocupam mais com o público plus size porque estamos em uma época de mudança de mentalidade onde as pessoas “livram-se de pré-conceitos e aceitam a diversidade”.

Também precisamos considerar que este é um mercado que está em constante crescimento. Dados do Senae informam que o ramo cresce 6% ao ano e fatura R$ 5 bilhões, sendo 5% do faturamento do setor de vestuário no país.

A gente sabe que este é um mercado que tem grande potencial de crescimento. Afinal, a maioria das pessoas não usam uma numeração pequena.

“Criar moda plus size é criar para pessoas reais e não idealizadas” afirma a professora Simone Rosa.

 

Coleção logo ganha as passarelas

Pra quem é do Sul e quer conhecer a coleção Despertar das Coxilhas pode conferir na próxima sexta-feira, dia 18, às 20h, no LAB 512/2, da Unifra Santa Maria, Rua Silva Jardim, 1175, no Rio Grande do Sul. O desfile foi organizado pela terceira turma de Tecnologia em Design de Moda e também terá apresentação de peças criadas por outras formandas do curso de Design de Moda. Os ingressos para o desfile estão à venda com as formandas e custam R$ 10.

A gente amou a iniciativa da Nathalia e você, o que achou?

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.