Exposição mostra mulheres poderosas que sobreviveram ao tráfico humano

A exposição “More than a Survivor”, mais que um sobrevivente em sua tradução, que foi inaugurada na semana passada no aeroporto internacional Hartsfield-Jackson de Atlanta, nos Estados Unidos,  mostra a imagem de 11 mulheres que já foram vítimas de tráfico humano.

 

 

Elas aparecem em fotos empoderadoras como chefs, estudiosas, cientistas e executivas, cargos que ela já ocupam ou onde desejam estar.  O fotógrafo J Shotti foi responsável pelas imagens lindas dessas mulheres e foram realizadas para a organização sem fins lucrativos Girls Educational and Mentoring Services.

 

 

A exposição é uma iniciativa da empresa aérea Delta, do aeroporto de Atlanta Hartsfield-Jackson e do Rotary International. Em 2011, a empresa foi a primeira e única companhia aérea a assinar o Código de Conduta Contra a Prostituição Infantil, Pornografia e Tráfico (ECPAT, da sigla em inglês). Além disso, mais de 54 mil colaboradores foram treinados para detectar e denunciar sinais de tráfico de seres humanos.

Kelly Sá

Amante da arte, das palavras. Adora crianças, cachorros e gatos. Formada em Letras, adora trabalhar com conteúdo, fazendo das palavras o seu brinquedo preferido.