Lorenna Vilas Boas, a brasileira do G(irls)20

Lorenna Vilas Boas, é a representante brasileira do G(irls)20, iniciativa global que visa aumentar a mão-de-obra feminina, colocar as mulheres no centro da tomada de decisões globais e o tema na agenda dos líderes do G20, além de selecionar anualmente uma representante de cada país para participar do G(irls)20 Summit 2017.

A 8ª edição do evento vai acontecer a partir de 21 de junho em Munique e a Lorenna embarca para defender a sua bandeira: melhorar o acesso de meninas (com ênfase para meninas negras) à ciência e tecnologia como ferramentas de empoderamento.

Seu artigo “Every Girl Deserves To Discover Her Own Superpower”, publicado ontem no HuffPost Canadá, explica melhor o que ela defende: http://m.huffpost.com/ca/entry/16855760.

Lorena é uma jovem de Candeias, Bahia, Técnica em Automação Industrial, estudante de Engenharia Elétrica e engajada nas disciplinas STEM (sigla em inglês para Science, Technology, Engineering and Mathematics) e na luta contra estereótipos de gênero e raça.

Com apenas 19 anos já se envolveu e venceu diferentes competições nacionais e internacionais, fundou a Equipe de Robótica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), representou o Brasil no Youth Ambassador Program da Embaixada dos Estados Unidos, foi uma das finalistas da Intel International Science and Engineering Fair (ISEF), e já fundou um grupo de teatro beneficente.

G (irls) 20 coloca meninas e mulheres no coração do processo de tomada de decisão econômica, defendendo que o aumento da participação da força de trabalho feminina irá gerar crescimento, estabilizar as comunidades e os países e levar à inovação social.

O G (irls) 20 Summit reúne um delegado de cada país do G20, além de um representante da região do Oriente Médio e Norte da África, Afeganistão e Paquistão.

Enquanto os 20 delegados do G (irls) discutem os mesmos tópicos que os Líderes do G20, os participantes são todas meninas, entre 18 e 23 anos. 

Liliane Ferrari

Jornalista, consultora e professora de Mídias Sociais do UOL, Escola Cuca, Ecommerce School, Quero Ser Social Mídia, Plugcitarios, e eduK. Apontada como uma das 10 mulheres mais influentes da internet brasileira pelo iG. Com passagem por empresas como Petiscos, LiveAd, Editora Trip, Editora Alto Astral, TV Globo, Time4Fun, C&A, O Boticário, Colgate, Santander, Facebook, entre outras.