Mulheres das gerações Z e X apontam quem são as 12 brasileiras que mais notáveis

Marta, Glória Maria, Maria da Penha são alguns dos 12 nomes apontados como “notáveis” pelas 620 brasileiras entrevistadas pelo Instituto Qualibest para a pesquisa intitulada “Flor deste botão: a novíssima geração das mulheres brasileiras”.

O estudo tem por objetivo investigar valores, atitudes e comportamentos da Geração Z relacionados ao fato de ser mulher e à beleza. Também foram ouvidas mulheres da geração X, como contraponto.

O Instituto Qualibest utilizou um mix de metodologias e de abordagens, todas digitais, e conseguiu estabelecer um diálogo com esse público trazendo conclusões interessantes.

“Utilizamos a abordagem por meio de blogs, diários digitais, netnografia no Facebook, vídeos auto-filmados, whatsapp e questionários online”, diz Daniela Chammas Daud Malouf, diretora do Instituto Qualibest.

Um dos resultados foi a montagem de um “Calendário das mulheres notáveis brasileiras”, que retrata a visão das meninas sobre quem se destaca como mulher no Brasil. A partir de nomes sugeridos por elas mesmas na etapa qualitativa 24 nomes foram estimulados numa etapa quantitativa, dos quais chegou-se em 12 nomes, respeitando diferenças estatísticas entre as gerações Z e X.

Os resultados revelam uma abrangência de perfis – de artistas a jornalistas, esportistas a ativistas como a Maria da Penha, das mais sérias às mais rebeldes, das mais jovens às mais velhas.

Uma abrangência que revela o olhar múltiplo e diversificado destas meninas, que é um dos principais resultados deste estudo.

Sobre a pesquisa:
Público
· Mulheres, representantes de duas gerações distintas, focando num retrato da geração Z , mas buscando os contrastes e as similaridades
· Geração Z: nascidos a partir de 1991 (11-19 anos);
· Geração X: nascidos nas décadas de 60 e 70.
· Classes ABC, GSP / SE, NE, SUL

Metodologias e abordagens:

Diário digital: acompanhando o dia a dia em tempo real, capturando comportamentos diários em seus detalhes e registrar comportamentos automáticos;

BLOG + WHATSAPP: bate-papo realizando tarefas e usando técnicas projetivas;

Netnografia: observando como as pessoas se expressam espontaneamente no meio digital;

Mergulho Digital: vídeos auto-filmados, com inspiração etnográfica, visualizando o contexto de vida das meninas e suas mães e ilustrando os resultados;

Quanti: mensurando comportamentos, atitudes e valores.
Quanti 1:
Focada em hábitos e comportamentos relacionadas à beleza
• 707 entrevistas
• Jovens entre 13 e 20 e adultas entre 35 e 45 anos.
• Das classes sociais ABC.
• Residentes no Brasil.
Quanti 2: focada em Valores e Atitudes relacionadas ao Feminino e à Beleza
• 620 entrevistas
• Jovens entre 13 e 20 e adultas entre 35 e 45 anos.
• Das classes sociais ABC.
• Residentes no Brasil.

Liliane Ferrari

Jornalista, consultora e professora de Mídias Sociais do UOL, Escola Cuca, Ecommerce School, Quero Ser Social Mídia, Plugcitarios, e eduK. Apontada como uma das 10 mulheres mais influentes da internet brasileira pelo iG. Com passagem por empresas como Petiscos, LiveAd, Editora Trip, Editora Alto Astral, TV Globo, Time4Fun, C&A, O Boticário, Colgate, Santander, Facebook, entre outras.