“Sessão muda, mas não calada”

Denise Assunção, Karina Buhr, Georgette Fadel e Roberta Estrela D´Alva são as artistas convidadas do experimento cênico-cinematográfico no qual serão exibidos dois dos primeiros filmes mudos e feministas da história: Os resultados do Feminismo (França, 1906), de Alice Guy Blaché, e A Sorridente Madame Beudet (França, 1923), de Germaine Dulac.

A francesa Alice Guy Blaché é uma das pioneiras do cinema, considerada a primeira mulher diretora e roteirista, além de autora do primeiro filme de ficção e do primeiro filme com atores negros.

Entretanto, apenas recentemente sua memória começou a ser recuperada. O curta-metragem “Os resultados do Feminismo” retrata de forma irônica uma sociedade na qual o papel dos homens e das mulheres é invertido.

Sob direção de Germaine Dulac, cineasta também de origem francesa e considerada uma das principais feministas radicais de seu tempo, o média-metragem “A Sorridente Madame Beudet” mostra o cotidiano de uma dona de casa presa a um casamento sem amor que tenta livrar-se de um marido violento para poder se libertar das convenções sociais.

E enquanto os filmes mudos são exibidos na tela, as artistas criam intervenções cênicas e uma sonoplastia em diálogo com as imagens projetadas, buscando enfatizar a atualidade das discussões sobre gênero presentes nos filmes.

A performance, criada especialmente para o projeto Cinema Falado, conta com a direção criativa do Coletivo Vermelha, composto por diretoras, roteiristas e montadoras de São Paulo.

“Existimos como coletivo desde 2014, mas nossas ações sempre foram relacionadas ao debate sobre a presença e a representação da mulher no audiovisual. É a primeira vez que nos juntamos para uma criação coletiva, a convite do Sesc, e estamos adorando”, afirma a roteirista Iana Paro, integrante do Coletivo.

O espetáculo integra a programação da quarta edição do Projeto Cinema Falado e acontece nos dias 23, 24 de junho, às 21 horas, e no dia 25 de junho, às 18 horas, no Sesc Pompeia.

Liliane Ferrari

Jornalista, consultora e professora de Mídias Sociais do UOL, Escola Cuca, Ecommerce School, Quero Ser Social Mídia, Plugcitarios, e eduK. Apontada como uma das 10 mulheres mais influentes da internet brasileira pelo iG. Com passagem por empresas como Petiscos, LiveAd, Editora Trip, Editora Alto Astral, TV Globo, Time4Fun, C&A, O Boticário, Colgate, Santander, Facebook, entre outras.