Comportamento

Trilogia Cinquenta Tons e a Submissão Feminina

Explore o corpo da mulher com atitude ou inevitavelmente será comandado.

Viviane Duarte
por: Viviane Duarte
Vivi Duarte é casada com o jornalismo, mas vive flertando com o marketing. Empreendedora apaixonada, criou o site Plano Feminino e é Sócia-Diretora de Conteúdo na agência Foca|Grumft.

A gente não quer só comida. A gente quer comida, diversão, arte – e me permita Titãs – SEXO.  Em caixa alta, porque a gente tem prazer em fazer, ouvir e falar sobre. Sem tabus e preconceitos. As  mulheres estão se descobrindo casa vez mais e entendendo que dar prazer e sentir prazer é muito melhor do que se imaginava. Sexo Tântrico, Sexo Selvagem, Sexo Com amor, Sexo.  Um tema  presente nas rodas de bate papo das mulheres e que explorado de forma criativa por uma produtora, virou bestseller.

A autora da trilogia “Cinquenta Tons”, E L James  disse em uma entrevista que suas histórias fazem sucesso porque misturam ingredientes que são apreciados pelos leitores, principalmente as mulheres: conto de fadas, preliminares, naturalidade, paixão, narração em primeira pessoa e sexo selvagem. A criadora de Anastasia Steele e Christian Grey, assume que criou um estereótipo de Christian que o faz ser tão perfeito quanto um príncipe encantado – do século XXI – bem sucedido na cama e no mundo dos negócios. Um perfil que atrai as mulheres e as instiga de alguma forma. Quando E L James escreveu a trilogia, queria apenas colocar no papel suas fantasias, que segundo ela, estavam perdidas em sua cabeça. A autora, que usou como pano de fundo o BDSM (sigla para Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo) acabou despertando e instigando homens e mulheres a repensarem seus limites entre quatro paredes. Num roteiro sexy, sem breguices textuais e acertando cada toque e passada de mão.

Na história de E L James, a mulher assume o papel de submissão ao homem e nos faz perceber que devido ao sucesso, especialmente com as mulheres, o público feminino quer sim,  independência financeira e liberdade, mas em suas fantasias sexuais ainda há espaço para o macho alfa que possa surpreendê-las de alguma forma, sem preconceitos.

Esta coisa de estar sempre em cima, de dominar o tempo todo, cansa. O legal é saber ceder, e ser submissa em algumas ocasiões dá prazer.  Agora, não me venha pedir submissão se não souber conduzir o ato e dar prazer à sua parceira. Mulheres são exigentes, então, se quiser comandar, faça direito: seja perceptivo e atento ou inevitavelmente, será comandado.

* Cinquenta Tons já está nas livrarias e  Cinquenta Tons de Liberdade tem previsão para estar por aqui em novembro, fechando a trilogia em breve estará nos cinemas. 

Vivi Duarte é casada com o jornalismo, mas vive flertando com o marketing. Empreendedora apaixonada, criou o site Plano Feminino e é Sócia-Diretora de Conteúdo na agência Foca|Grumft.

Tags: , , , ,

20 Comentários

  1. MaRegina disse:

    Fuja desse livro. Não li a trilogia, mas o que li foi suficiente para não recomendar aos amigos. É mal escrito. Parece aqueles livrinhos, acho que as séries se chamam Sabrina, etc… que são vendidos nas bancas de jornais. Totalmente fantasioso e sem nexo! Os personagens são mal construídos. Não entendo porque virou best seller!

  2. Dilma Verissimo disse:

    GENTE VAMOS NOS VALORIZAR, ESSE LIVRO É MACHISTA DEMAIS, SUBMISSÃO FEMININA POR UM CARA RICO E SEM SENTIMENTOS, QUE DEPOIS DE TIRAR A VIRGINDADE DA MOCINHA VIRA UM LOUCO PSICOPATA DAQUELES QUE SEGUEM ELA EM QUALQUER LUGAR. NÃO EXISTE NENHUM VALOR NESSE LIVRO, MUITO MENOS HISTÓRIA!! PIOR LIVRO QUE JÁ VI E NÃO ME VENHAM DIZER QUE SOU FRÍGIDA PQ EU DOU PRA CARALHO (FLIC-FLAC, DUPLO MORTAL CARPADO E TERMINO DE SANTOS CRAVADO)!!!
    OBS: A única verdade sobre esse livro que está aqui do meu lado nesse momento, é que é um LIVRO PORNÔ e que deve ser vendido apenas para maiores de 18.

  3. Jaine disse:

    Li todos achei sem graça, apanhar de namorado, marido, ou….seja lá quem for, acaba com o tesão. Nào gostei da história, achei que fosse ter um final surpreendente…mas foi muito comum.Se voce resumir o que leu, dá uma página.

  4. Tatiana disse:

    Cinquenta tons de cinza é um dos livros mais machistas dos últimos tempos, não sei como ainda tem mulher que não vê isso.

  5. sara disse:

    Na verdade eu diria que falta um pouco de pesquisa e de informação sobre o assunto quem diz que é machismo,o livro especificamente nos dá uma boa noção do assunto,mas ainda existe muita coisa a nossa volta que desconhecemos,pra início de conversa a autora em si foi limitada ao abordar o assunto com se fosse um “problema”que afeta pessoas traumatizadas na infância ou que tenham algum distúrbio psicológico.Esse mundo abrange regras que baunilhas desconhecem e que mostram que são mais respeitosos com o prazer e o limite do outro do que pessoas “normais”,mais respeitoso do que um homem e uma mulher que vivem a anos juntos e esse nunca lhe deu prazer e nem ao menos acha necessário saber como um se sente em relação ao outro,o que mais me impressionou foi o respeito e de como tudo é analisado e questionados pra que cada um estabeleça seus limites,mas,mais feio é aquele que tem medo de aprender e de conhecer,ao conhecer aprendemos que o universo é grande e que temos mais ainda que conhecer pra depois dizermos se gostamos de algo ou não.

  6. Alexia disse:

    O livro é bom sim, quer realidade vai assistir o Datena, como o nome diz é um romance e é cheio de fantasias…resisti bastante quando minhas amigas recomendaram, isso há quase um ano, resolvi ler durante o trajeto para o trabalho por curiosidade e gostei.

    • Stefany rosa disse:

      Eu sempre quis ler esse livro e meu marido não queria comprar ai eu pedi emprestado o primeiro pra mim ler .. gostei tanto que li os 3 em menos de um mês . realmente isso é uma historia de fantasias .como a Alexia disse quer realidade vai assistir Datena .. já vivemos num mundo realista ate de mais um pouco de fantasia não faz mal a ninguém …

    • sonia disse:

      Alexia , tbem li e reli e sou vidrada na historia , e como eu queria um cristhiam dizendo q me ama e querendo me proteger , rsrsrsrs . bjs.

  7. Pat disse:

    Não me interessei. Achei besteira de livro.

  8. Bruna disse:

    Certamente quem acha esse livro muito fantasioso é quem se limita na cama, amei o livro, quero um Christian Grey para mim! hahaha e com certeza usarei muitas coisas do livro com meu namorado.
    Os homens deveriam ler essa trilogia, e ver oque mulher realmente gosta na cama!

  9. Juliana disse:

    Bom eu gostei muito do livro…tem coisas q logico fora do comum
    mais é muito bom.

  10. josiane disse:

    quem diz que a trilogia não presta está desantenado com a vida! Essas coisas são mais simples do que parece! Os homens até acho válido pois muitos acham que mulher não deve opinar o tipo de sexo que qerem ter, mais as mulheres pensarem assim?tsssssssssssssstsssssssssssssssssss

  11. Teca disse:

    Nem sei porquê, esse livrinho está fazendo tanto sucesso…afe

  12. lucilene disse:

    Adoreiiiiiii…….sao ótimos…e gente, quem quer realidade ligue a TV e assiste o Datena, o JN, etc……

  13. Isabel Cristina disse:

    Ola a todos, terminei de ler este livro ontem, e em suma,durante esses 3 dias exatamente posso dizer que gostei do livro. Tenho o costume de ler romances, e quanto mais picante, melhor… neste livro pude aguçar minha curiosidade nessa “área” de sedução, fiquei ate curiosa a respeito desse mundo a qual Cristian apresenta a Ana, ele tem algum problema em ser tocado, ta isso ele tem, mais ainda sim, acende a luz do prazer em Ana, uma luz que duvido que outro homem faria. Eu com certeza tentaria entrar nesse mundo. E ca pra nos, ela não pode dizer que não gostou totalmente… BJS em breve conto como foi o 2º livro.

  14. sonia disse:

    Não vejo a hora de ver o filme;

Comente!