Ser mãe: você está preparada?

Numa destas tardes em que costumo fugir para a livraria e tomar um espresso, não pude deixar de observar uma cena entre mãe e filha, que me fez questionar se realmente existe o tal dom maternal  em toda mulher.  Eu ouço desde criança que toda mulher nasceu para ser mãe, mas de verdade, não acredito – especialmente depois de me deparar com cenas com esta.  Uma criança com cerca de uns 6 anos, tentava ganhar a atenção de sua mãe e mostrar algo que descobriu em um livro infantil, enquanto  a mulher ignorava a garotinha e a criticava intolerantemente, como se a menina fosse um fardo.

A tal mãe desabafava para a amiga: – Hoje a babá não veio e fui obrigada a trazê-la comigo – continuando a ignorar e desprezar a pequena que só queria atenção. Tive vontade de abraçar aquela menininha e ouvir o que ela tinha a dizer.
Uma cena triste e preocupante. Afinal, qual o sentido de ser mãe?  Será que as mulheres de nossa geração estão preparadas para além de gerar uma criança, educar, amar e torná-la uma pessoa especial? Nos últimos anos temos acumulando tantas tarefas no dia a dia que ser mãe passou a não ser tão importante assim , daí muitas mulheres transferem a responsabilidade de educar e amar seus filhos a outras pessoas, como avós, babás, professoras….e esta definitivamente não é uma boa ideia. Se você quer ser mãe, se resolveu gerar um filho, tem de se dedicar a ele.

No filme Comer, Rezar e Amar, ouvi uma frase que se encaixa perfeitamente aqui:  “Ter um filho é como fazer uma tatuagem no rosto. Você tem de  realmente querer  se comprometer”.  Eles não vêm com manuais e tão pouco com um botão para desligá-los quando a gente quiser.  Precisam de atenção, e cada carinho que  dedicamos a eles fará diferença em suas vidas, tornando-os pessoas melhores.

Não existe nenhuma realização maior do que a de ser capaz de participar do crescimento físico e emocional de um filho, orientando-o em cada passo e tornando-o uma pessoa de caráter.  Eu sempre acreditei nisso e apesar dos dias intensos de viagens e trabalho, aprendi a reservar horas de qualidade para estar com meu filho e dar o melhor de mim. São momentos que me fazem crescer como mulher e enriquecem nossas vidas.
E você? Acha que está preparada para ser mãe? Então comprometa-se e assuma suas responsabilidades. Amar e educar um filho é o melhor case que uma mãe pode ter em sua vida.  Então, dedique-se. Cada segundo valerá a pena.

Viviane Duarte

Fundadora

Jornalista e Fundadora do Plano Feminino. Sua paixão está em criar estratégias que inspirem e gerem conexões com propósito por meio de conteúdos e projetos especiais que promovam a igualdade de gênero e o empoderamento feminino na publicidade e sobretudo, na sociedade.