Amor Corporativo

amor_relacionamento

– Podemos conversar.

– Mas precisa ser agora? Vou fazer um conference call com o escritório do Rio.

– Tá vendo? Precisamos mesmo conversar. Todo dia é sempre a mesma coisa.

– Calma, amor. Tenho que dar um feedback para a equipe de lá.

– Conference call, feedback… Odeio essa sua linguagem corporativa dentro de casa.

– Mas o que posso fazer? Eu preciso trabalhar.

– Mas tudo tem seu limite. Já são 10 horas da noite.

– Lindo, eu prometo que termino rápido e a gente conversa.

– Você precisa começar a dividir melhor seu tempo. A gente mal se vê.

– Não é verdade. Jantamos duas vezes no mês passado.

– Você fala isso com a maior naturalidade do mundo.

– Ué, não entendo você. Queria que eu fosse dona de casa?

– Não, respeito seu trabalho. Só não entendo onde quer chegar.

– Quero ser diretora em 3 anos.

– Trabalhando 10 anos em 3, vai conseguir mesmo.

– É uma fase, eu prometo.

– Uma fase que já dura 5 anos.

– Talvez você tenha razão. Preciso desacelerar.

– Precisa. Você está fazendo mal até pra você mesma.

– Não quero descontinuar nosso casamento.

– Então arrume um tempo pra gente conversar.

– Me perdoa?

– Não te devo perdão. Quero apenas que fique bem.

– Eu vou reservar um tempo para a gente.

– Me dá um abraço, vai. Falo para o seu bem.

– Eu sei. Eu tenho certeza disso. Vamos recomeçar nossa história?

– Vamos. 🙂

– Tenho agenda livre na terça. Me manda um invite?

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.