Ela tem um Plano: ver mulheres negras ganhando espaço e voz na sociedade

Esta sessão é dedicada a mulheres que têm um Plano. São mulheres incríveis que vêm até aqui contar suas histórias para inspirar outras mulheres a fazerem acontecer onde quer que seja. São muitas histórias que temos pra contar e hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a Eliane.

Eliane Brown é uma mulher de fibra, forte. Uma mulher que “põe moral” por onde passa. Advogada, Coordenadora do SOS Racismo, da Assembleia Legislativa de SP, CEO da Produtora Boogie Naipe e esposa do Mano Brown, vocalista do Racionais MC’s.

Sua vida foi marcada por resistência desde o nascimento. Ela nasceu em um quartinho, num barraco na periferia de São Paulo. Até os 8 meses, sua mãe não tinha casa e morava na rua com os filhos. A mãe de Eliane conseguiu um trabalho como empregada e então conseguiu alugar um lugar para ficar com os filhos, e pagava uma pessoa pra cuidar deles enquanto trabalhava. Aos 9 anos somente a mãe de Eliana conseguiu construir uma casa. Eliane não parou. Ainda criança trabalhou como faxineira e babá para ajudar a mãe. Adolescente, fez um curso de secretariado e foi trabalhar na área, mas não ficou por muito tempo.

 

 

Trabalhou em uma concessionária, começou no almoxarifado, logo se destacou e chegou a um cargo de chefia, até ser demitida por assédio.

Meu chefe ficou meses me assediando, dando tarefas para terminar de madrugada. Como eu não tinha carro, ele me oferecia carona. Tentava ficar comigo, mas eu nunca quis. Nunca foi violento. Era político, branco, bonito. Quando percebeu que eu não queria, me demitiu. Fiquei muito mal, quase morri. Cheguei a pesar 45 quilos.

Começou a namorar o Mano Brown com 18 anos, quando ele ainda não era conhecido e acabou que deu certo! Mas não pense que foi fácil, ela afirma que Mano Brown era machista, já melhorou muito com ela se impondo e fazendo o que gostaria ao longo dos anos. Mas o gatilho pra ela mudar de vida e se tornar advogada, foi um ato machista do marido:

“Depois de pedir para eu tirar passaporte e visto para a família toda, meu marido desistiu de me levar para uma viagem aos Estados Unidos. Um dia ele chegou e falou: “Você não vai mais. O Primo [Preto, empresário musical e amigo de Mano Brown] disse que não é legal ir mulher”. Respondi: “Tá bom, vai lá”. Ele perguntou: “Você não vai brigar? Vai me trair?”. Falei que não, que quando ele voltasse tudo estaria melhor. Achei um desrespeito muito grande. Me deixou ferida mortalmente. Na volta, um mês depois, tinha me matriculado em um cursinho pré-vestibular. Disse para ele: “Não viajo nem me divirto com os Racionais. A banda agora vai ter que me dar a faculdade”. Ele pagou a Universidade Municipal de São Caetano – eu estava sem trabalhar havia seis anos, cuidando da casa e dos filhos. Depois que me formei e tirei a carteirinha da OAB, trabalhei em um escritório, passei a ganhar muito bem a partir daí.”

Depois disso, surgiu o convite pra trabalhar na Boogie Naipe, que é do Mano Brown e da Eliane, mas ela não tinha se envolvido com o projeto até então:

A produtora decolou nas mãos da Eliane e o grupo só viu o faturamento aumentar. Ah, vale ressaltar que a mulherada é quem toma conta por lá:

“Na verdade, a Boogie Naipe é uma sociedade minha com o Brown, então tudo o que acontece ali é de minha responsabilidade e dele. Depois tem a Meire, que trabalha com o Racionais há 18 anos e vende os shows; a Vanessa, do financeiro; a Ana Paula, da comunicação; e a Eduarda, da recepção. É só mulher! Dizem que o dinheiro move o mundo, mas pra mim é a TPM. Porque a mulher com TPM muda a casa, termina o casamento, resolve engravidar, muda de emprego, entrega o marido político corrupto. É ela quem faz o mundo girar.”

Hoje, além de cuidar da produtora, Eliane também é Coordenadora do SOS Racismo da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Eliane também é madrinha do Plano de Menina e tem um Plano: ver as meninas ocuparem os espaços que são delas.

“Meu plano é ser ponte para que as meninas ocupem seus espaços na sociedade. Uma coisa que eu sempre digo e gosto de reforçar sempre pras meninas é que as pessoas só fazem com a gente aquilo que a gente permite. Então, não permita que ninguém te diminua, que diga que você não é capaz, que não vai realizar os seus planos. Você pode, sim!”

 

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.