Youtuber conta em vídeo, aos risos, como estuprou sua ex-namorada

O youtuber Everson Henrique de Oliveira, mais conhecido como Everson Zoio, tem quase 10 milhões de seguidores no seu canal e faz vídeos sobre conteúdos do dia a dia, mas um em especial, é revoltante. Veio à tona na última semana, um vídeo gravado em 2017, onde ele conta, entre amigos, detalhes de como teria feito sexo com a ex-namorada sem a permissão dela em uma fazenda.

No relato do youtuber, ele conta que disse pra ela que queria transar, e que ela teria dito que não ia rolar, porque estava cansada. E é aí que começa o relato absurdo. Ele diz que os dois vão dormir juntos e que ele espera a então namorada pegar no sono, pra abaixar a parte de baixo do seu pijama, fazendo de tudo para que ela não acorde, e então poder penetrá-la sem ela ver. Enquanto ele contava tudo, os amigos riam. Os comentários eram divertidos, dizendo que a história dele tinha sido ótima, quando na verdade, relatavam o estupro de uma pessoa vulnerável. Confira o relato abaixo:

 

“Nesse dia, eu queria dar umas ‘galadas’ nela, dar umas furadas. Só que daí, ela estava cansada e falou: ‘não vai rolar’.”

Eu pensei que estava com sangue na xota, e não era. Coloquei a mão na calcinha e está suave hoje, está tranquilo. E se estivesse menstruada a gente ia pelo caminho de terra. [Novamente] Ela falou que não ia rolar, que estava cansada. Eu falei beleza, não vou te forçar porque não sou estuprador, mas mesmo assim suave. Ela estava de pijaminha bem fino, fui abaixando, devagarzinho, sem querer acordar ela e consegui tirar.

 

Coloquei pro lado, foi entrando, mano. Primeiro, eu coloquei só a cabecinha e fiquei amortecendo. O grandão já bateu na porta e ficou lá. Vamos ver se ela acorda ou não. Foi só um teste. Só que eu fui empurrando, empurrando e ela não acordava. Fiquei dando umas cutucadas e ela acordou e falou: o que que é isso? Eu fiquei sem graça e depois resolvi dormir. Era só pra ser uma brincadeirinha, sem ela ver.”

 

Não precisa falar mais nada, né? Como foi gravado para um canal de um amigo, de menor alcance, a história demorou a ficar conhecida e veio à tona agora, quando resolveram denunciar o conteúdo. O canal que havia divulgado o vídeo excluiu o conteúdo por conta da enxurrada de críticas e denúncias que estava recebendo.

Por quanto tempo continuarão tratando com naturalidade atitudes machistas e patriarcais como essa? Até quando um homem acha que sua vontade deve ser saciada a qualquer custo, e o pior, não vê nenhum problema nisso!!! Como não? Desde quando tentar fazer sexo com uma mulher sem seu consentimento é a coisa certa a se fazer?

Depois de tanta repercussão, o youtuber resolveu se pronunciar e o resultado é esse vídeo abaixo, de 10 minutos.

 

 

Entre outras coisas, ele diz que a história foi inventada, que foi uma “piada” de mal gosto e que, quando o vídeo saiu, a repercussão não foi negativa, mas que agora as pessoas estão tão politicamente corretas, que nenhuma brincadeira mais pode ser feita. Ele, inclusive, cita o caso Cocielo e que está sendo perseguido como o Cocielo foi. Que erro, né? Justificar um erro com outro e achar que ele está sendo perseguido.

É sempre assim, os machos alfas fazem o que querem, dizem o que querem, têm atitudes machistas, racistas, fazem relatos de estupro e, no fim, os coitados é quem são as vítimas, não é mesmo?

É por isso que não devemos nos calar nunca! Precisamos denunciar qualquer tipo de violência, seja ela física, moral e conteúdos que incentivem de alguma forma que esse tipo de atitude aconteça. Temos que mostrar nossa voz, sim, pra que as pessoas entendam, de uma vez por todas, que machistas não passarão. Que não iremos mais permitir nenhuma forma de violência, que não vamos nos calar nunca!

 

 

 

 

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.