Campanha emocionante traz mulheres maduras falando o que fariam se tivessem a juventude de volta

O que será que sua mãe ou avó fariam se voltassem a juventude hoje?

Essa foi a pergunta e ideia central por trás da campanha #LetGo, (em tradução livre, Deixe ir), que deu origem ao vídeo abaixo e os depoimentos dessas mulheres mais velhas, comentando sobre o mundo atual e o que fariam. Eles querem lembrar que a vida é mais do que apenas fazer – é sobre ser.

A ação nasceu depois da marca inglesa de cosméticos Sanctuary Spa fazer uma pesquisa com mulheres perguntando sobre seu estilo de vida. A resposta foi assustadora: quase metade disse que se sentia moderada ou extremamente estressada e 40% delas relataram que tinham a sensação de estar prestes a explodir.

“Nós não estamos surpresos [com o resultado do estudo], nós sentimos isso também. Do nosso cotidiano interminável de “fazer listas” à pressão que mídia coloca em nós para ser a “mulher perfeita”, temos pressa em torno de tentar fazer mais, ser mais, dar mais. Mas não precisa ser assim 24 horas por dia e sete dias por semana, não é saudável “, diz a campanha.

O vídeo nos faz pensar e vale rever os Planos. Você está se exigindo demais? O que você faria diferente?

Um dos trechos que destacamos é: “Se eu fosse uma mulher jovem hoje, eu não sei se poderia aguentar. Com todas as coisas que você tem; as oportunidades, a tecnologia. Eu gostaria de pensar que poderia ser um mundo de prazer, mas, temo que, no lugar disso, apenas seria um mundo de pressão. Pressão para ser a mãe perfeita, a esposa perfeita, a amiga perfeita. Pressão para ser bem-sucedida, chefe, líder. Se eu tivesse meu tempo novamente, eu não criaria uma lista de ‘coisas a fazer’ e, sim, uma lista de ‘coisas para não fazer'”.

O vídeo de pouco mais de dois minutos traz um grupo de mulheres entre 55 e 82 anos relembrando seus anos de juventude e os momentos que elas perderam ou gostariam de ter saboreado se o estress não estivesse no caminho.

“O que estamos dizendo é que é ok, agora e cada vez mais, parar para relaxar e respirar“, disse Jacqueline Burchell, diretora de marketing e desenvolvimento de produto global para PZ Cussons Beleza.

A pressão para ser perfeito e nossas intermináveis ​​listas de afazeres parecem ser onipresente. Mas antes que a simples menção deste fato cause ansiedade, sugerimos que você assista ao vídeo:

“Eu daria a mim mesma mais tempo para apreciar o que, agora, eu entendo que é mais importante.”

conselhos-mulheres-mais-velhas-para-jovens_0

“O que eu não daria para prolongar os beijos de boa noite no lugar de me preocupar sobre acordar cedo na manhã seguinte”.

conselhos-mulheres-mais-velhas-para-jovens_3

“O que eu não daria para ter outro segundo para segurar meus bebês antes de tornarem-se grande demais para segurá-los”.

conselhos-mulheres-mais-velhas-para-jovens_2

“O que eu não daria para ter mais 5 minutos na pista de dança enquanto minhas pernas ainda eram fortes o suficiente para me carregar”.

conselhos-mulheres-mais-velhas-para-jovens

Ana Victorazzi

Jornalista

Apaixonada por café, cor laranja e animais. Formada em jornalismo e mãe de dois gatos, acredita na bondade das pessoas.