Ericka Hart sobrevive ao câncer e exibe suas cicatrizes como Arte

Ericka Hart tem 31 anos e há 4 anos viveu e  sobreviveu ao câncer, precisando fazer uma dupla mastectomia. A partir disso não queria ser vista como vítima e alguém com vergonha do seu novo corpo.

“Eu estava sem dinheiro e morando em Brooklyn com minha esposa futura, e eu já era bastante esquisita, além de ser negra e jovem.”

E ao final do tratamento ela teve a ideia a de retratar-se de forma livre, mostrando seu corpo, se autoafirmando e sendo esteticamente muito sexy.

“Quis me tornar visível para as pessoas que não conseguem ver seus próprios corpos. Fiz topless para aumentar a consciência.”

Tudo começou no festival Afropunk do ano passado quando ela foi de topless, e de lá pra cá muitos ensaios vieram.

“Eu queria que as pessoas vissem uma sobrevivente de câncer de mama não apenas como guerreira, mas como alguém sexy.”

Liliane Ferrari

Jornalista, consultora e professora de Mídias Sociais do UOL, Escola Cuca, Ecommerce School, Quero Ser Social Mídia, Plugcitarios, e eduK. Apontada como uma das 10 mulheres mais influentes da internet brasileira pelo iG. Com passagem por empresas como Petiscos, LiveAd, Editora Trip, Editora Alto Astral, TV Globo, Time4Fun, C&A, O Boticário, Colgate, Santander, Facebook, entre outras.