Junho Vermelho

Memorial da América Latina

Já percebeu que os meses estão coloridos e sempre se referem à campanhas de conscientização, prevenção e combate à doenças? Não só de outubro rosa vive a nossa saúde, né?

A campanha de junho incentiva a doação de sangue e para chamar atenção iluminará prédios e monumentos de diversas cidades brasileiras com a cor vermelha.

A iniciativa foi criada pelo Movimento Eu Dou Sangue para despertar a consciência da população sobre a importância do ato e estimular contribuições periódicas. A ideia surgiu em 2011, quando as irmãs Debi Aronis e Diana Berezin lançaram o Movimento Eu Dou Sangue no estado de São Paulo motivadas por um episódio familiar.

“Somente quem vive a dificuldade de conseguir sangue sabe a importância das doações. Depois de sentir na pele o que é isso, decidimos disseminar e promover a conscientização para que esse seja um hábito permanente no Brasil”, explica Debi.

Na campanha de junho de 2016, as doações de sangue no Estado de São Paulo aumentaram 30% em comparação ao mesmo período de 2015. Vamos doar mais ainda este ano!

“Os brasileiros precisam fazer da doação de sangue um hábito em suas vidas porque, até o momento, não há substituto para o sangue”, ressalta Diana.

O número de doações de sangue costuma diminuir durante o inverno e os estoques nos hemocentros reduzem cerca de 30% durante o período. A demanda por doações, ao contrário, cresce, por causa dos acidentes durante as férias de julho. Além da baixa temperatura, outros motivos para a diminuição no período são os dias chuvosos e a ocorrência de feriados.

“Por incrível que pareça, a falta d’água é muito mais compreensível que a falta de sangue. Abastecer reservatórios depende das condições climáticas, da chuva cair no lugar certo, de Deus ou de São Pedro como dizem alguns. Mas abastecer os bancos de sangue, só depende de nós mesmos! ”, comenta Diana.

Doar é muito simples e gratificante, veja aqui todas as informações:

http://www.prosangue.sp.gov.br/artigos/requisitos_basicos_para_doacao

Liliane Ferrari

Jornalista, consultora e professora de Mídias Sociais do UOL, Escola Cuca, Ecommerce School, Quero Ser Social Mídia, Plugcitarios, e eduK. Apontada como uma das 10 mulheres mais influentes da internet brasileira pelo iG. Com passagem por empresas como Petiscos, LiveAd, Editora Trip, Editora Alto Astral, TV Globo, Time4Fun, C&A, O Boticário, Colgate, Santander, Facebook, entre outras.