Um mapa da produção artística de mulheres e as manifestações femininas e feministas na arte

A criação e as obras das mulheres artistas foi até muito pouco tempo ignorada pelo discurso oficial da história da arte ocidental. E essa é uma discussão que vale a pena a gente entrar e que o curso Turbulências: Artes e Artistas Femininas da professora da PUC_SP Carla Cristina Garcia , mestre e Doutora em Ciências Sociais pela PUC-SP e pós-doutorada pelo Instituto José Maria Mora (México, DF) aborda.

As inscrições estão abertas dos objetivos deste curso ao mapear a produção de mulheres criadoras, sobretudo no campo das artes visuais ( pintura, escultura, desenho, instalações etc..) mas não exclusivamente, é poder criar um ponto de referência sobre a presença, ausências, condições de formação e de recepção das obras das mulheres artistas. 

Revelar esta história esquecida não é apenas reparar uma omissão mas também questionar as categorias fundamentais sobre as quais se assentam muitas das chamadas verdades universais produzidas pelo conhecimento acadêmico.

Desse modo, este curso tem como objetivo discutir tais intervenções do pensamento feminista e da arte criada por nós mulheres.

Pode-se dizer que atualmente os estudos sobre arte e gênero tanto no campo da história da arte quanto nas ciências sociais gozam de grande legitimidade em países como Estados Unidos, Inglaterra, França. Entretanto, não se pode dizer o mesmo sobre o que ocorre na América Latina. Carla Cristina Garcia

Os estudos sobre mulheres artistas são limitados, muitas vezes resultado de grandes esforços individuais.

Curso de 10 de junho a 01 de julho, aos sábados das 10h30 às 13h30 no Barco Virgílio em SP.

Liliane Ferrari

Jornalista, consultora e professora de Mídias Sociais do UOL, Escola Cuca, Ecommerce School, Quero Ser Social Mídia, Plugcitarios, e eduK. Apontada como uma das 10 mulheres mais influentes da internet brasileira pelo iG. Com passagem por empresas como Petiscos, LiveAd, Editora Trip, Editora Alto Astral, TV Globo, Time4Fun, C&A, O Boticário, Colgate, Santander, Facebook, entre outras.