Andrea Mota tem um plano: ter tempo pra família sem deixar o lado profissional de lado

Uma baiana arretada, decidida, carismática, mãe de gêmeos e uma executiva poderosa. Esta é a Andrea Mota, a mulher que ajudou a mudar a história de O Boticário. Andrea permaneceu no grupo por quase 18 anos e foi ganhando espaço dentro da empresa. Ficou 5 anos como gerente regional, em 2202 ganhou a Diretoria Comercial da empresa, em 2007 se tornou Diretora de Marketing e Vendas e depois passou à Diretoria Executiva, onde montou um time incrível que trouxe resultados surpreendentes para a marca.

Só para ter uma ideia, sob a gestão da Andrea, o Grupo Boticário alcançou em 2014, metas previstas para serem atingidas em 2018, um resultado incrível, que ela atribui a um time excepcional que sonhou junto com ela e trabalhou para a realização de planos tão audaciosos. “A primeira coisa foi estruturar uma equipe poderosa de quatro diretores, que foi muito elogiada. Eram dois homens e duas mulheres, alguns eram talentos internos e outros vieram do mercado, todos com competências bem diferentes e com muita capacidade de aprendizagem, pois não dá para achar que modelos convencionais e ortodoxos podem ser implementados no O Boticário. Tem que ser inovador e criativo em qualquer tema, de vendas a estratégia. Depois, implementamos o planejamento estratégico de longo prazo, o que trouxe bastante confiança ao conselho, aos acionistas, e nos deu autonomia de atuação porque o plano é muito bem fundamentado.”

Ela diz que a mudança pra que a marca alcançasse os excelentes resultados que possui hoje, começou a ser planejada há muito tempo e que, com muita dedicação, os resultados positivos foram aparecendo de forma natural: “Essa mudança começou a ser planejada em 2002. Em 2007, contratamos uma consultoria estratégica e até 2009 fui eu que liderei esse projeto, em que repensamos toda a empresa e em que o principal objetivo foi transformar o negócio em algo multicanal, com diversas frentes. Temos o e-commerce, temos as lojas, temos a venda direta. E, claro, reposicionamos os produtos. Aliás, transformamos produtos em marcas, como é o caso de Make B, Native Spa, etc.”

Por aí já deu pra perceber o quanto a mulher é poderosa, né? A marca também se destaca por, além de ter bons produtos, também incentivar a representatividade dentro da empresa e dar oportunidades para que mulheres conquistem cargos de liderança. Para conquistar espaços, tirar muitos planos do papel e alcançar o sucesso profissional, Andrea dá uma dica valiosa: “Precisa ter repertório. Ampliar as referências, buscar conhecimento, se lançar na vida. Isso significa viajar, comer bem, ler. Só assim pra ter discernimento pra tomar decisões, estofo pra ter ideias.”

 

 

Andrea alcançou o sucesso, mas a rotina também se tornou bastante pesada. Eram mais de 14 horas de trabalho, além de viagens e reuniões que muitas vezes a impediam de estar junto com a família. Até que, uma certa vez em 2014, Andrea sentiu o peso do cansaço, com uma rotina na qual a sua cabeça parecia não parar nunca. Decidiu tirar uns dias de férias pra poder descansar, mas não saiu como ela gostaria:

“No dia 11 de janeiro de 2014, estava com o Natan, meu marido, e meus filhos, Caio e Izadora, na Bahia – moro há 13 anos em Curitiba, mas sou baiana e tenho casa lá –, e acordei com uma dor de cabeça infernal. Minha mente parecia mais acelerada que o normal, não sei explicar ao certo. Também não conseguia levantar da cama. Fiquei lá, tentando descansar, e o Natan levou as crianças à praia. Não queria que elas me vissem daquele jeito. Mais tarde, quando já estavam todos de volta, meus braços, do nada, paralisaram. Entrei em desespero! “Estou tendo um derrame!”, gritei. O Natan ligou correndo pra minha irmã, que é médica e nossa vizinha de condomínio. Já no hospital, após uma bateria de exames, veio o diagnóstico: síndrome de burnout. É uma doença dos tempos modernos, caracterizada por um estado máximo de exaustão física, mental e emocional devido ao acúmulo de estresse. Assim: o organismo recebe um excesso de estímulos tão grande que os neurotransmissores simplesmente param de fazer sinapses. Tipo uma pane. Por sorte, a minha foi leve. Gradativamente, tudo foi voltando ao normal com a ajuda de remédio pra dormir e antidepressivos. “Mude de vida. Reduza o ritmo, faça terapia, se exercite, cuide mais de você”, recomendou o médico.”

 

 

Foi aí que ela resolveu desacelerar e mudar um pouco sua rotina de trabalho, diminuindo a carga horária pra ter mais tempo pra família e se dedicar a atividades físicas e culturais pra ter a mente sã. Mas, essa crise de estresse mudou alguma coisa dentro dela e ela resolveu mudar de vez sua vida para ter mais tempo pra si e passou a ter outros planos: ter mais tempo pra família. No início de 2015, ela decidiu sair de O Boticário e ter mais tempo pra si. “Hoje estou orgulhosa da minha coragem, finalmente aceitei que não sou uma máquina. Sou de carne, osso e emoções e tenho apenas duas certezas na vida: não quero mais ser executiva e quero ter tempo pra mim. Continuo com a minha psicóloga na tentativa de me conhecer melhor. Adoro poder levar meus filhos ao cinema à tarde. É como dizia o poeta italiano Torquato Tasso: “Perdido é todo tempo que com amor não se gasta”.

Andrea tirou um tempo pra ela, mas não deixou a alma executiva de lado. Em setembro do mesmo ano, se tornou Conselheira Executiva da Hering e, com essa mudança, ela diz ter estabelecido 30 metas desde que começou o novo ciclo de vida e que, por enquanto, cumpriu apenas metade delas. “Fechei uma porta, mas abri várias outras.”

Andrea mostra que toda mulher tem um plano e que nem sempre você precisa se matar de trabalhar para conquistar o que deseja. Algumas vezes, é necessário tirar um tempo pra si, pra família e tá tudo bem. O que importa é estarmos felizes com o que estamos realizando, com o legado que estamos deixando como profissional e como pessoa. Andrea deu uma pausa na vida profissional pra se dedicar aos seus filhos gêmeos, que hoje estão com 12 anos, e isso foi ótimo pra ela, deu um novo gás pra voltar com tudo, se reciclar, fazer e realizar planos ainda mais incríveis.

E você, qual é o seu plano? Se você tem algum plano incrível que está tirando do papel ou conhece uma mulher poderosa e quer dividir a história dela com a gente, é só mandar e-mail para o elatemumplano@planofeminino.com.br e vamos dividir essa história aqui pra inspirar muitas outras mulheres a serem o que quiserem ser!

 

 

 

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.