Cariocas montam rede de empreendedorismo materno

Elas queriam montar o próprio negócio sem ter que deixar de lado acompanhar o crescimento dos seus filhos. Pensando nisso, esse grupo de cariocas criou uma rede de empreendedorismo materno.

Nele, mães que não veem sentindo em negligenciar a criação dos filhos para dedicar-se a carreira, passam a se ajudar, compartilhando  clientes, distribuidores e até revendendo os produtos umas das outras.

Em entrevista ao PEGN, Fernanda Telles encontrou no grupo a inspiração para conciliar a maternidade e a vida profissional. “Mal pude acompanhar o crescimento do meu primeiro filho porque trabalhava muito e resolvi que com o segundo faria diferente”, diz a carioca que ao lado do marido montou a Naturalmente, loja de cosméticos com linhas destinadas especialmente para mães e bebês.

Outra participante é a ex-militar Danielle Abreu, idealizadora da EcoJuba, uma loja de fraldas de pano e slings. “Não conseguia nem imaginar como seria voltar a trabalhar e deixar um bebezinho de três meses o dia inteiro em uma creche”, diz a empreendedora.

danielle-ecojuba_1

 

As integrantes também organizam eventos juntas para se ajudarem e comercializar os seus produtos. São eventos como cha de bebês e feiras voltadas para o público materno.

O grupo também realiza encontros para debater as novas tendências do mercado e compartilhar as experiências de conciliar a vida de mãe com o desafio do empreendedorismo.

Ana Victorazzi

Jornalista

Apaixonada por café, cor laranja e animais. Formada em jornalismo e mãe de dois gatos, acredita na bondade das pessoas.