Celulite: A grande vilã das mulheres

A tão odiada celulite é conhecida e tratada no meio médico como um processo inflamatório do tecido celular subcutâneo, ou também alteração estética no relevo cutâneo (pele), sendo um problema celular complexo que pode não ser só inflamatório e sim gerado por problemas no metabolismo da água sobre a nossa pele.

Aqueles buraquinhos detestáveis acometem principalmente as mulheres e em certas regiões do corpo, como a quadril, pernas e abdome. Esse probleminha, não é dilema de algumas, estudos mostram que a celulite afeta em torno de 90% das mulheres e não há uma forma eficaz de tratamento estabelecido.

O que causa celulite afinal?

A diminuição da circulação geral e da drenagem linfática leva a um acúmulo de gordura e problemas no tecido conjuntivo, dando origem á pele “casca de laranja”. As alterações hormonais (excesso de estrogénio) com o ciclo menstrual, gravidez e menopausa; hereditariedade; alimentação desequilibrada (aditivos alimentares, conservantes, gordura); sedentarismo (falta de exercícios físicos, diminuindo a circulação em certos locais); hábitos posturais (passar o dia todo sentado, por exemplo) e alterações posturais e ortopédicas, influenciam no aparecimento da celulite.

Existem variados e múltiplos tratamentos para tentar resolver estes problemas, mas a maioria deles não consegue uma melhoria considerável, se adotado sozinho.

Estes tratamentos não substituem o exercício físico, considerando que este é eficaz no combate à celulite, pois atua em dois dos fatores da sua origem: a circulação sanguínea e queima gorduras.

Não existe um exercicio específico para acabar com a celulite. Na realidade podem ser realizados vários tipos de atividades, quando houver perda de caloria, para auxiliar na redução da camada de gordura, já se consegue um resultado melhor!

Atividades que estimulam a circulação sanguínea como os aeróbios (exemplo, a caminhada e a corrida), e que aumentam a massa muscular, como a musculação, ajudam a eliminar gorduras localizadas e aceleram o metabolismo.

Sugere-se conciliar aos tratamentos estéticos, a prática de atividade física e uma dieta alimentar balanceada.

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.