Compartilhando Histórias de Vida

Eram 7h3o e eu fui me arrumar pra ir trabalhar. Durante o meu banho, tudo parecia normal até eu lavar os meus seios. Foi quando eu senti uma bolinha estranha e bem dura no seio esquerdo. Algo que eu nunca tinha sentido antes.  Gritei:  – “Mãe, socorro!!!” –  desesperada. Quando pedi pra ela tocar no meu seio, na região aonde estava a tal ‘bola’, ela ficou preocupada e ligamos para um mastologista conhecido da família. Agendamos a consulta e mesmo com as pessoas próximas me pedindo para não me preocupar, não adiantava – eu só pensava coisas ruins: será que isto é um câncer? Um nódulo maligno? Demorou uns bons dias, após a consulta com a mastologista e os exames que ela pediu ficarem prontos, pra descobrir o que era aquele nódulo: um Fibroadenoma.


Eu explico:

O Fibroadenoma é um tumor benigno (ufa!) que tem origem no epitélio, e o lugar mais comum que aparece é na mama, mas ele pode aparecer em outras regiões do corpo  também.

É muito comum ele aparecer nas mulheres entre 15 a 35 anos de idade e, dependendo do caso e do tamanho do fibroadenoma, o mastologista verifica a necessidade ou não de uma interferência cirúrgica.

No meu caso,  eram três  nódulos grudados , aparentemente grande, e com risco de crescer ainda mais – precisei fazer uma operação pra retirar o tumor.

A cirurgia foi super simples, durou cerca de uma hora e meia. Tive uma recuperação bem lenta e dolorida, mas correu tudo certo, estou curada.
 

Não importa a idade faça o autoexame da mama

Resolvi compartilhar esta história com vocês, porque no meu caso o autoexame das mamas foi fundamental para que eu pudesse perceber que havia algo de errado em meu corpo e ter tempo de tomar medidas rápidas, buscando profissionais médicos para o tratamento.  Este é um exame que deve ser feito por todas nós, mulheres, independente da idade. Tenho 21 anos e muitas vezes ouvimos dizer que depois dos 30 ou 40 se deve pensar nisso, mas minha história é um alerta para que todas nós possamos ficar atentas aos sinais de nosso corpo, afinal, ainda temos muitos planos pela frente para serem realizados, certo?

Como fazer o autoexame:

Deslize as mãos sobre as mamas e com os dedos unidos, use a mão direita para apalpar a mama esquerda e a mão esquerda para a mama direita;

Procure caroços, alterações de consistência, secreções ou saliências;

Em frente ao espelho, observe tamanho, posição, forma da pele, aréola e mamilo;

Faça o mesmo controle com os braços levantados e mantidos atrás da cabeça;

Gire o corpo lentamente para a esquerda e para a direita, observando quaquer alteração como retração;

Deitada, apaplpe toda a mama através de suave pressão sobre a pele com movimentos circulares;

Apalpe a metade externa da mama mais demoradamente, porque em geral, ela é mais consistente. Apalpe também as axilas;

Apalpe delicadamente o mamilo com os dedos polega

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.