DELL promove evento sobre empreendedorismo para mulheres

Evento reúne 150 líderes para trocar experiências sobre negócios.

Quando entramos para o mundo do empreendedorismo, tudo o que precisamos é de espaços e eventos que nos reúnam para compartilharmos desafios e aprendizados no mundo dos negócios. Esta troca e networking é imprescindível para que consigamos ter um olhar amplo sobre o mercado e construamos uma rede de conexões com propósito.

 

 

Segundo pesquisas de institutos como Sebrae, nos últimos dois anos a proporção de mulheres empreendendo e que são chefes de família aumentou – o número passou de 38% para 45%. Nós mulheres estamos avançando no mundo dos negócios, mas o cenário, apesar de parecer positivo, ainda precisa amadurecer muito. Precisamos de políticas e iniciativas positivas que incentivem de forma mais efetiva nossos negócios. Ainda existe muitas dificuldades para se adquirir skills importantes para seguir com um negócio próprio, especialmente quando falamos de questões administrativas e tecnológicas ao empreendermos.

 

Em reposta a estas dificuldades, a Dell fundou, em 2010, o DWEN (Dell Women’s Entrepreneur Network). O programa é focado na criação e promoção de uma rede de mulheres empreendedoras que procuram maneiras de crescer, principalmente em mercados emergentes como China, Índia, Brasil e Turquia e África do Sul. Com o DWEN, elas podem trocar ideias e experiências, aprender umas com as outras, além de realizarem negócios.

 

Hoje, centenas de mulheres ao redor do mundo participam do programa e do evento anual realizado pela Dell. Além disso, milhares delas se conectam por meio do grupo no Linkedin, o “Women Powering Business”. Ao conectar as empreendedoras às fontes de capital, tecnologia, conhecimento e networking, a Dell já ajudou diversas mulheres a ingressarem em mercados emergentes. A troca de cultura, conhecimento e aprendizados faz com que as mulheres possam otimizar suas tomadas de decisão e avancem em seus negócios.

 

 

O DWEN é uma oportunidade para 150 líderes empresariais, fundadoras e empreendedoras se reunirem e discutirem as questões e demandas críticas à sua frente à medida que expandem seus negócios. Desde 2010, o DWEN, de periodicidade anual, realizou eventos de sucesso em cidades ao redor do mundo, incluindo Rio de Janeiro, Xangai, Istambul, Austin, Berlim, Cidade do Cabo e Singapura. O evento é somente para convidados e todos os participantes são CEOs, fundadoras, presidentes e diretoras administrativas de empresas de médio porte e de alto crescimento.

 

ESTUDO SOBRE EMPREENDEDORAS EM 50 CIDADES DO MUNDO

Durante o DWEN 2019, foi lançada a nova edição do índice Women Entrepreneur Cities (WE Cities), produzido em parceria com o IHS Markit. O estudo classifica as 50 cidades com base no impacto de políticas, programas e características locais, além de leis e costumes nacionais para ajudar a melhorar o apoio a mulheres empreendedoras e a economia em geral.

 

Com base em 10 anos de pesquisa sobre mulheres empreendedoras, o índice pesquisou e classificou as cidades em 5 importantes características, incluindo acesso a: Capital, Tecnologia, Talento, Cultura e Mercados. Esses pilares foram organizados em dois grupos: ambiente operacional e ambiente favorável. A classificação geral é baseada em 71 indicadores, dos quais 45 têm um componente baseado em gênero. Indicadores individuais foram avaliados com base em quatro critérios: relevância, qualidade dos dados subjacentes, exclusividade do índice e componente de gênero.

 

Todas as 50 cidades fizeram progresso desde 2017 e os municípios que tiveram desempenho melhor representam quase todas as regiões, o que indica o amplo alcance das melhorias em todo o mundo. Das cidades avaliadas, 30 melhoraram em mais da metade de seus indicadores, e América Latina e Europa mostraram a maior porcentagem de avanços em suas cidades.

 

 

SÃO PAULO SE DESTACA NO INVESTIMENTO AO EMPREENDEDORISMO FEMININO

A cidade de São Paulo, por exemplo, cresceu em financiamento para empreendedoras e, no ranking das 10 melhores em melhoria do ambiente operacional, ela se encontra na 2ª colocação, atrás de Washington (EUA) e na frente de cidades como Boston (EUA), Sydney (Austrália) e Vancouver (Canadá), dentre outras. Com relação às barreiras enfrentadas pelas cidades avaliadas, pode-se ressaltar: falta de financiamento, custo de vida alto, baixa representatividade de mulheres em cargos de liderança e falta de políticas governamentais que apoiam mulheres empreendedoras.

 

“Quando investimos em mulheres, investimos no futuro; as comunidades prosperam, as economias melhoram e a próxima geração lidera com propósito”

 

diz Karen Quintos, vice-presidente executiva e diretora de clientes da Dell.

 

“Apresentando aos líderes e legisladores pesquisas práticas e orientadas por dados sobre o panorama para mulheres empreendedoras, podemos juntos acelerar o sucesso de empresas cujas proprietárias são mulheres em todo o mundo, removendo barreiras financeiras, culturais e políticas”.

 

 

Ao longo da semana traremos detalhes sobre o evento DWEN e a pesquisa WE Cities para compartilhar com você que é empreendedora ou deseja saber mais informações sobre cenário, demandas e necessidades deste ecossistema para que se inspire e esteja neste jogo. Começamos com a entrevista que fizemos com o vice-presidente sênior e gerente geral da Dell Technologies no Brasil, Luis Gonçalves.

 

 

Luis Gonçalves, vice-presidente sênior e gerente geral da Dell Technologies no Brasil


Plano Feminino:
O que é o DWEN?

Luis Gonçalves: Em resposta às dificuldades encontradas pelas mulheres no início de seus próprios negócios, a Dell fundou, em 2010, o DWEN (Dell Women’s Entrepreneur Network). Um programa focado na criação e na promoção de uma rede de mulheres empreendedoras que procuram maneiras de crescer, principalmente em mercados emergentes como Brasil, China, Índia, Turquia e África do Sul. A partir do DWEN, essas empreendedoras podem trocar ideias e experiências, além de realizarem negócios e ter acesso à tecnologia e a capital.

 

Hoje, centenas de mulheres ao redor do mundo participam do programa, que inclui um evento anual (o DWEN Summit), encontros locais nos diferentes países, um grupo no LinkedIn (“Women Powering Business”), webinars, boletins informativos, consultas e promoções de produtos e soluções tecnológicas da Dell. Ao conectar as empreendedoras às fontes de capital, tecnologia, conhecimento e networking, a Dell tem ajudado milhares de empreendedoras que atuam em mercados emergentes.

 


PF:
Qual a importância da criação de um programa com este foco para os negócios da DELL?

LG: A Dell acredita que ao criar oportunidades para que as empreendedoras prosperem está contribuindo para o efetivo fortalecimento das economias, para o impulsionamento de negócios ao redor do mundo e para um desenvolvimento sustentável da sociedade.

As mulheres já representam uma importante fatia dos empreendedores ao redor do mundo, mas nem sempre têm as mesmas oportunidades de crescimento e de sucesso dos homens. A partir desse programa, queremos apoiar as empreendedoras a quebrar essas barreiras.

 

PF: Como as mulheres podem participar do DWEN?

LG: Atualmente, o programa funciona por indicação, na qual as próprias participantes recomendam empreendedoras para ingressar no programa.

 

PF: Como enxerga o empreendedorismo feminino e seu movimento no cenário atual do Brasil?

LG: O empreendedorismo feminino tem um papel fundamental na economia do Brasil. Hoje, quase metade (48%) dos microempreendedores individuais são do sexo feminino e 34% de todos os negócios em operação no país têm donas mulheres. Ou seja, as empreendedoras representam hoje uma área essencial para o sucesso econômico do país.

E, apesar de todas as dificuldades enfrentadas por essas empreendedoras, o cenário atual representa uma oportunidade única. Já que a democratização da tecnologia, com facilidade de acesso e redução do custo, permite que pequenas empresas concorram com grandes corporações, criando modelos de negócios disruptivos e inovadores.

 

PF: Você acredita que o empreendedorismo seja uma solução para que mulheres tenham protagonismo no mundo dos negócios? Por quê?

LG: Na Dell acreditamos que o sucesso das empresas e das economias depende de um ambiente de diversidade e igualdade de oportunidades. Isso passa pela criação de políticas voltadas ao empoderamento feminino, seja para o empreendedorismo quanto para estimular um protagonismo das mulheres nos ambientes de negócio.

 

PF: Como a tecnologia pode ser aliada das mulheres empreendedoras?

LG: A tecnologia representa hoje uma importante aliada para as empreendedoras, na medida em que permite a empresas em estágio inicial competirem em condições de igualdade com organizações já estabelecidas. O que vemos cada vez mais no mercado são empresas que investem na tecnologia para criar produtos e soluções inovadoras e disruptivas e que atendem às novas necessidades dos consumidores.

 

PF: A Dell possui programas voltados aos empreendedores, para além do DWEN? Quais?

LG: O empreendedorismo está no DNA da Dell, que nasceu da visão de um empreendedor: Michael Dell. Ele iniciou a empresa montando computadores no dormitório da universidade e, apesar de ter criado uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, nunca perdeu essa conexão com os empreendedores.

Atualmente a Dell conta com o “Dell Expert Network”, iniciativa voltada a estabelecer uma rede de relacionamento com consultores autônomos de TI. O projeto conta, atualmente, com rede de cerca de 4 mil consultores, com foco no mercado de pequenas e médias empresas (PMEs) e conta com plataforma de benefícios exclusivos como treinamentos, eventos, premiações, consultoria personalizada e certificado do programa.

 

PF: A Dell possui iniciativas positivas para fomentar a equidade de gênero e diversidade? Quais são elas?

LG: Sim, a Dell, desde sua fundação, mantém ações voltadas a promover o apoio à diversidade e à inclusão. Dentro desse conceito, a Dell mantém grupos de diversidade, formados por colaboradores, que têm o objetivo de conscientizar e influenciar a organização. No Brasil, a companhia mantém os seguintes grupos de diversidade:

Women In Action: voltado a proporcionar o desenvolvimento profissional e condições de igualdade para todas as mulheres que trabalham na empresa.

True Ability: que luta pela inclusão das pessoas com deficiência

Pride: formado com o objetivo de incentivar o ambiente de tolerância e respeito a diversidade de orientação sexual na Dell

Planet: que atua com ações de sustentabilidade

Conexus: que apoia os colaboradores que trabalham de forma remota

GenNext: que apoia jovens em início de carreira

 

O DWEN (Dell Women’s Entrepreneur Network) aconteceu de 14 a 16 de julho e nossa equipe do Plano Feminino acompanhou as novidades e entrevistou os porta-vozes da empresa para trazer todas suas iniciativas pra cá. É muito importante que saibamos quem são as empresas com propósitos sólidos de igualdade de gênero no mercado e o que estão realizando. Vamos contar tudo para vocês!

 

Viviane Duarte

Fundadora

Jornalista e Fundadora do Plano Feminino. Sua paixão está em criar estratégias que inspirem e gerem conexões com propósito por meio de conteúdos e projetos especiais que promovam a igualdade de gênero e o empoderamento feminino na publicidade e sobretudo, na sociedade.