Do bolso para o celular: aplicativos que facilitam o controle dos gastos

aplicativos-ajudar-dia-a-dia-plano-feminino-financeiro-contas

Em uma simples pesquisa com as palavras “finanças pessoais” no Google, aparecem 2.450.000 resultados possíveis desde cursos a sites especializados. Informação é o que não falta, mas, mesmo assim, o brasileiro gasta muito e mal seu dinheiro (me incluo nessa). Uma pesquisa recente da Serasa Experian mostrou que 60% dos brasileiros (homens e mulheres) que estão endividados têm contas atrasadas que superam toda a renda mensal. No fim do ano passado, uma pesquisa do GuiaBolso mostrou que entre 9,7 mil mulheres entrevistadas, 61% estavam com, pelo menos, metade de sua renda comprometida com dívidas.

Tem gente que não pode nem ouvir a palavra ‘finanças’ que já se arrepia. Olhar o extrato da conta bancária, então, é sinônimo de sofrimento. Você até abre aquele vinho para dar um fôlego antes de ver os muitos números vermelhos e os poucos azuis. Mas é uma dor necessária, infelizmente! 🙁

Acompanhar (e anotar, como eu disse no post anterior) é fundamental para nós nos convencermos que não somos ricas (apenas em beleza, atitude, inteligência, bons amigos e saúde, né?) e não podemos comprar todas as roupas, sapatos, fazer todos os cursos e viagens e ir a todos os restaurantes que queremos! Como tudo na vida, equilíbrio é fundamental – e isso vale para relacionamentos, dietas, exercícios físicos, trabalho, etc!!!

Para quem não tem muita disciplina nas finanças ou na dieta, ter um aplicativo para anotar todas as despesas pode funcionar. Há muitos disponíveis hoje no mercado e funcionam como um diário (com planilhas e contas).

Recentemente conheci os fundadores do GuiaBolso. Eles se lançaram oficialmente no mercado em abril, mas já têm mais de 120 mil usuários ativos (quem, de fato, usa). Seu diferencial é sincronizar os dados da sua conta bancária (ou contas) automaticamente. Também permite que você escreva qual seu rendimento e quanto PLANEJA gastar com cada item (supermercado, baladas, bares, presentes, casa, etc). Assim, ele ‘chupa’ automaticamente de seu extrato o quanto você gastou com esses itens, já os colocando em suas devidas categorias. É passível de erro, claro, mas aí você pode transferir o item para o lugar certo. Ainda o estou testando, mas achei interessante e os fundadores – Thiago Alvarez e Benjamin Gleason – garantem que a sincronização com os bancos é muito segura.

Fiz uma grande busca para elencar os aplicativos que têm sido mais indicados. Todos são gratuitos, mas há alguns que cobram alguns poucos reais mensais na versão mais completa:

guiabolso-plano-feminino

GuiaBolso: transações bancárias são sincronizadas com a planilha pessoal. App faz um diagnóstico sobre a situação financeira: “em apuros”, “no limite”, “poupador” e “investidor”.

Site: https://www.guiabolso.com.br

Disponibilidade: Apple Store

financedesktop-plano-feminino

Finance: um dos mais bem avaliados e usados. Ele permite gerenciar contas em outros países. Por permitir operações mais complexas do que outros apps, ele permite gerenciar contas em outros países, controlar gastos pontuais (como viagens de férias) e também maiores (anuais, por exemplo. Também é passível de cadastro de contas bancárias,  cartões de crédito e transferências, mas é um pouco mais técnico.

Site: http://www.financedesktop.com.br/

Disponibilidade: Apple Store, Google Play

MoneyWise-plano-feminino

MoneyWise:  Já foi considerado, pela revista LifeHacker, o melhor aplicativo de monitoramento financeiro para Android (2012). Seu ponto forte são os gráficos didáticos e visualmente bons. Como já tem categorias previamente definidas, facilita o trabalho de quem está começando. Mas, é possível também editá-las.

Site: http://www.moneywise.co.uk/

Disponível: Google Play

minhas-economias-aplicativo-plano-feminino

Minhas Economias: Muito baixado, é um aplicativo rápido e visualmente intuitivo, mas é trabalhoso para ser preenchido no começo porque é preciso cadastrar todas as categorias de gastos. Também trabalha com gráficos.

Site: http://www.minhaseconomias.com.br/

Disponibilidade: Apple Store, Google Play

organizze-app-plano-feminino

Organizze: Um dos maiores populares, ele também é visualmente bem fácil de usar. O ponto positivo, para quem tem celular da Apple, é que ele salva os dados em nuvem e, por isso, eles podem ser acessados por qualquer outro dispositivo. Para ter acesso a serviços mais completos, porém, é preciso desembolsar R$ 9,9 por mês. Tem versões pessoal e empresarial.

Disponibilidade: Apple Store.

Naiara Bertão

Naiara Bertão é jornalista de formação e inquieta de nascença. Escreve sobre economia para a revista EXAME e, nas horas vagas, se divide entre trabalhos voluntários, corridas de rua, cursos, leituras e boas risadas com amigos. Adora estar rodeada por pessoas com alto astral e está em uma constante busca por mais qualidade de vida e a tal Felicidade.