Feminismos latino-americanos são analisados em curso de extensão

O termo “feminismos” na América Latina foi desenvolvido como uma aproximação teórica às agendas políticas sobre os temas de gênero. Nos últimos anos, diversos estudos têm apontado para a necessidade de colocar o termo feminismos em plural ao se referir a América Latina. Desta maneira, se dá conta da diversidade de ações coletivas que se posicionam como uma força política para a mudança social. Esta discussão poderá ser vista no curso de extensão Feminismos latino-americanos: debates contemporâneos, que iniciará no próximo dia 12 de agosto, às 9h, na FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo).

 

Desde os anos 80 a mobilização feminista tem apontado mudanças importantes em diferentes países latino-americanos.

 

“Mudanças institucionais, com a criação de distintos órgãos institucionais para as mulheres, entre outros avanços. Contudo, as especificidades dos movimentos na região podem se agrupar em tipos de feminismo, havendo, portanto, uma ampla gama de compromissos e motivações por parte dos atores”, explica a docente Catalina Gonzalez Zambrano.

 

O curso é voltado a pesquisadores, profissionais do setor público e privado, alunos da graduação e da pós-graduação, especialmente bacharéis em Ciências Sociais, Direito, Economia, História, Geografia, Jornalismo, Letras, Artes, Filosofia, Comunicação, Psicologia, Educação e Serviço Social. Voltado, também, a professores das diversas áreas de saber e níveis de ensino. Mais informações pelo telefone 3123-7800 ou 3123-7823 ou pelo e-mail extensao@fespsp.org.br.

 

Serviço

Curso de Extensão de Férias – Feminismos latino-americanos: debates contemporâneos

Local: Campus FESPSP – Rua General Jardim, 522 – Vila Buarque, São Paulo – SP

Período: 12 de agosto a 23 de setembro de 2017

Horário: Sábados, das 9h às 13h

Carga Horária: 24h

Docente: Catalina Gonzalez Zambrano

Kelly Sá

Amante da arte, das palavras. Adora crianças, cachorros e gatos. Formada em Letras, adora trabalhar com conteúdo, fazendo das palavras o seu brinquedo preferido.