Joubert de Carvalho sabia das coisas

O cara que dá o nome de uma rua não tão luxuosa como Oscar Freire, é o autor de uma das músicas mais lindas e emocionantes que me faz chorar sempre ao ouvir.
Joubert de Carvalho, músico que talvez muitos maringaenses não conheçam a história, é autor da “Canção a Maringá”. Aquela que todo mundo sabe o refrão:

Maringá, Maringá!

Sou maringaense, pé vermei e no Brasil, cidade melhor não há para viver. O trabalho me fez vir para a São Paulo, mas meu coração pede todos os dias os amigos que deixei, a família para o almoço de domingo, as festas no Nite e no Jucelino.

Feliz aniversário, Cidade Canção! ♥

Canção a Maringá

Por Joubert de Carvalho
Foi numa léva 
Que a cabocla Maringá
Ficou sendo a retirante 
Que mais dava o que falá.

E junto dela 
Veio alguém que suplicou 
Prá que nunca se esquecesse
De um caboclo que ficou

Antigamente
Uma alegria sem igual
Dominava aquela gente
Da cidade de Pombal.

Mas veio a seca
Toda chuva foi-se embora
Só restando então as água
Dos meus óio quando chóra.

Maringá, Maringá,
Depois que tu partiste,
Tudo aqui ficou tão triste,
Que eu garrei a maginá:

Maringá, Maringá,
Para havê felicidade,
É preciso que a saudade 
Vá batê noutro lugá.

Maringá, Maringá,
Volta aqui pro meu sertão 
Pra de novo o coração 
De um caboclo assossegá.

P.S.: Eu não sei de quem é essa foto maravilhosa. Quem souber, pode deixar nos comentários o nome para que eu possa colocar os créditos do trabalho incrível <3

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.