Ela tem um plano com Juliana Zan

Juliana Zan tem um plano: ver espaços empresariais cada vez mais diversos

Juliana Zan é uma mulher determinada e cheia de vontade de fazer acontecer. Mãe do João e da Cecília, se formou em Marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, e hoje é Superintendente da área de Recursos Humanos de um maiores Grupos Seguradores do mundo, a Tokio Marine Seguradora.

Sob sua gestão, a empresa conquistou a 3ª posição no ranking Melhores empresas para a Mulher Trabalhar, do GPTW (Great Place to Work) Brasil.

 

É uma grande honra para a Tokio Marine figurar entre as melhores empresas para uma mulher trabalhar. Esse desempenho mostra a consistência de nossas ações, que visam sempre promover um ambiente de trabalho saudável, motivador para todos os nossos colaboradores, mulheres e homens, sem distinção.

 

“Para nós, é de extrema importância que todos os nossos colaboradores tenham oportunidades e remuneração igualitária, uma vez que todos são cobrados e reconhecidos pelo seu desempenho e comprometimento com a Companhia, independente do grupo de diversidade a qual ele pertença.” Tratar homens e mulheres sem distinção de gênero, especialmente em relação as ações na empresa, é um dos fatores que motivam sua gestão. ”

Juliana explica que a única iniciativa que tem uma diferença, na verdade, é para as mulheres grávidas: a companhia disponibiliza a essas colaboradoras gestantes diversos encontros com profissionais da saúde, em que elas podem tirar todas as dúvidas sobre esse momento, e após o parto, elas também podem contar com um plano de saúde diferenciado, que proporciona cuidados especiais para a mãe e a criança.

Fora isso, todos as outras ações são para os homens e mulheres. “Se a mulher entrega, se foi contratada para alcançar um determinado objetivo e ela atinge, ela tem que ser reconhecida por aquilo. Ela tem que crescer na carreira por aquilo. Temos uma política muito participativa, de todos os gêneros”.

 

E como ela fez pra chegar onde está? Juliana aceitou um desafio. Em um momento de replanejamento na companhia, mudanças de administração, produtos e sistemas, surgiu a oportunidade por um convite de Diretora a qual se reportava.

E o desafio se tornou um caminho de sucesso que já trilha há oito anos. Durante sua gestão na companhia, a Tokio foi uma das homenageadas no evento “RHs Mais Admirados de 2018”, celebração idealizada pelo Grupo Gestão RH que certifica os melhores Departamentos de Recursos Humanos no Brasil e na América Latina.

Ela também já entrou para a lista “Destaque Regionais 2017 – Sudeste”, premiação aos profissionais reconhecidos por sua atuação brilhante na área, e não para por aí: implementou um sistema de inteligência artificial para o atendimento de seus colaboradores, que é capaz de tirar as principais dúvidas em relação a assuntos do dia a dia, como férias, benefícios e avaliação de desempenho. Poderosa, né?

Juliana é aquele tipo de pessoa que carrega paixão em suas palavras e diz com segurança que é a prova viva, de que mesmo com crianças, é possível conquistar espaço.

 

Mulher tem que ter personalidade, e não desistir jamais. Não aceitar um ‘não’, ter um perfil inquietante, questionar de tudo. Porque mesmo que você não seja a profissional técnica mais assertiva para aquela posição, só por você ser inquietante, estudar, tentar entender, questionar, ir atrás de conhecimento, você vai pra qualquer lugar. Você dá certo em qualquer lugar.

 

E seguindo seu próprio conselho, ela contribuiu com muitas conquistas para a companhia em que está atuando: “para você ter uma ideia, a empresa é composta 50% de homens e 50% de mulheres. Dos cargos de gestão, 60% é homem e 40% mulher, e não vejo isso em outras empresas”.

Perguntada sobre quais desafios encontrou para implementar mudanças e inovações, Juliana diz que é preciso se posicionar e ser profissional, com essa equação não tem erro! “Às vezes você escuta por aí ‘você tem que ser um pouco mais homem’ e não concordo com isso, acho que a mulher pode ser feminina e conquistar o seu espaço. Só que você tem que buscar seu espaço de uma forma muito firme. Se você é detentora da verdade, do conhecimento, se posicione.

Um fato muito importante e levantado por Juliana, é a questão da diversidade. É preciso um olhar perseverante e humano: assim podemos traçar cada vez mais planos que podem fazer a diferença e atuar a favor da equidade de gênero.

A diversidade de pensamento é muito poderosa em qualquer organização, seja ela familiar ou empresarial, se a gente abrir espaço, respeitar, e realmente estimular cada vez mais os espaços diversos, todo mundo tende a ganhar. E isso depende de todos.  Não só das organizações, depende do ser humano acreditar nisso.”

Palavras inspiradoras e cheias de autenticidade, né? Se você conhece mulheres que estão fazendo acontecer como a Juliana, manda a história dela pra gente no: elatemumplano@planofeminino.com.br, queremos contar mais histórias incríveis  por aqui!

Beatriz Magalhães

Beatriz Magalhães é jornalista, integrante do coletivo negro estudantil Africásper, escreve sobre feminismo, ativismo negro e outros temas relacionados a negritude. Mas muito além dos papéis sociais, é uma pessoa que acredita no poder da comunicação, do diálogo que transforma pessoas e na importância de realmente se conectar com quem está ao seu redor.