Maratona Internacional Estrada Real quer mostrar que mulheres podem e devem ter destaque no ciclismo

 

A cidade de Ouro Branco, em Minas Gerais, recebeu neste fim de semana a abertura da segunda edição da Maratona Internacional Estrada Real. Nas disputas femininas da competição, duas ciclistas da Shimano, empresa que faz acessórios para bicicletas, obtiveram destaque. Enquanto na distância reduzida de 43 km, a jovem Giuliana Morgen (Sense Factory Racing) foi campeã da juvenil e faturou ainda o título no geral, no percurso de 63 km, para as elites, Karen Olimpio (Squadra Oggi), foi a vice-campeã.

Ao lado de Karen Olimpio e da campeã Letícia Candido, o top 5 da elite feminina teve ainda Hercília Najara, Sofia Subtil e Isabella Ribeiro, entre a terceira e a quinta colocações. “A prova contou com um percurso veloz, várias subidas e algumas trilhas. Longe ainda da minha melhor performance, não consegui ter um bom início, mas, fui crescendo no decorrer da corrida. No fim, não deu pra buscar a primeira colocação, porém, por ser minha terceira prova em finais de semana seguidos, saio feliz com o desempenho que consegui ter”, destacou Karen.

Já a campeã pan-americana juvenil, Giuliana Morgen, mostrou que vive grande fase. Giugiu, como é conhecida, venceu em Ouro Branco a terceira corrida seguida, após a medalha de ouro no Pan da Colômbia e a vitória na abertura da Copa Internacional de MTB. “Muito feliz com a vitória, porque não foi uma prova nada fácil e por, além de vencer minha categoria, consegui ganhar o título geral entre as mulheres do percurso reduzido. Embora tenhamos enfrentado muitas subidas nos 43 km, acabou sendo uma corrida rápida e completei em 2h08min11”, contou Giugiu.

 

Giugiu cruza linha de chegada.

 

XTerra Filipinas – Em Danao, nas Filipinas, Laura Mira (Squadra Oggi) disputou o XTerra Philippines, evento válido pelo Asia-Pacific Championship. A prova do triathlon teve largada na praia do Coco Palms Beach Resort e contou com 1,5 km de natação, 28 km de mountain bike em um circuito de 14 km por volta e, por fim, a trail run, com 8 km. Laura Mira completou em sexto lugar, em 3h19min27. O título no feminino ficou com a austríaca Carina Wasle, em 2h49min38. Entre os homens, o sul-africano Bradley Weiss levou a melhor, em 2h16min28.

 

Laura Mira nas Filipinas.

 

Novidade neste ano – A Shimano quer dar um destaque especial para as mulheres nas suas provas pra difundir ainda mais o ciclismo feminino e dar atenção às ciclistas que crescem em quantidade e nível de profissionalismo a cada temporada.

É isso aí! Queremos ver mais mulheres no esporte. Mulheres tendo destaque no ciclismo e saindo vitoriosas pra representar e inspirar tantas outras mulheres. Vamos juntas! <3

 

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.