Marta é eleita pela sexta vez a melhor jogadora de futebol do mundo

Marta foi eleita mais uma vez a melhor jogadora de futebol do mundo, pelo prêmio Fifa “The Best”. A alagoana já havia recebido o prêmio de 2006 a 2010, e agora, ela é a única jogadora, entre mulheres e homens, a ser considerada SEIS VEZES a melhor. A premiação aconteceu nesta segunda-feira (24), em Londres.

 

Eu realmente estou sem palavras, porque é um momento fantástico. As pessoas falam: você já foi [vencedora] tantas vezes e se emociona sempre. Sim, faço isso porque representa muito para mim.

 

Jogadora Marta recebendo o prêmio de melhor jogadora de futebol do mundo pela sexta vez
Foto: Orlando Pride

A brasileira também superou a norueguesa Ada Hegerberg, e a alemã Dzesnifer Marozsan. As duas jogadoras foram campeãs da liga francesa e da Champions League feminina com o Lyon (FRA).

Não queríamos o hexa? Ela trouxe!

 

Mas as comemorações não param por aí…

A jogadora do Orlando Pride também é a única representante do Brasil na lista dos atletas mais dominantes do mundo, pela “ESPN The Magazine”.

A lista é composta por vinte jogadores de diversas modalidades, sendo que somente cinco são mulheres. Além da Marta, está a tenista Serena Williams, a corredora Allyson Felix, a golfista, Annika Sorenstam, e a jogadora de basquete, Lauren Jackson.

Lembrando que, em 2015, a camisa 10 se tornou a maior artilheira da seleção brasileira da história da Copa do Mundo, com 117 gols, mais gols que o Pelé (95).

Claro que não poderíamos deixar de exaltar esse mulherão, mas também levantamos um outro ponto: precisamos lembrar do futebol feminino não só em momentos de premiação. Precisamos acompanhar as jogadoras não só quando o futebol masculino vai mal ou quando perdemos em qualquer outra modalidade composta majoritariamente por homens. Precisamos acompanhar suas carreiras não só quando recebem prêmios.

Nossa presença nos esportes está crescendo, e para que isso continue acontecendo, é necessário dar visibilidade e falar mais sobre atletas e profissionais da área. Só assim conseguiremos conquistar cada vez mais espaços e vermos mais mulheres no esporte sendo reconhecidas. #JogueComoUmaGarota

Beatriz Magalhães

Beatriz Magalhães é jornalista, integrante do coletivo negro estudantil Africásper, escreve sobre feminismo, ativismo negro e outros temas relacionados a negritude. Mas muito além dos papéis sociais, é uma pessoa que acredita no poder da comunicação, do diálogo que transforma pessoas e na importância de realmente se conectar com quem está ao seu redor.