Mary Barra, CEO da General Motors, tem um plano: ver mulheres ganhando destaque na tecnologia

Mary Barra é uma mulher incrível, pra se inspirar de verdade. Ela está em primeiro lugar na lista da Forbes das 19 mulheres mais poderosas do mundo dos negócios. Formada em Engenharia Elétrica, Mary Barra começou a trabalhar na General Motors com 18 anos, em 1980, como estagiária e passou por vários cargos ligados à engenharia e administração, inclusive sendo a gestora da fábrica de Detroit. 

Sua ascensão aconteceu de forma gradativa, conforme ela foi mostrado habilidades para lidar com diversas situações dentro da empresa. Em fevereiro de 2008, ela se tornou Vice-Presidente Global de Engenharia de produção. Em 2009, ela chegou ao cargo de Vice-Presidente Mundial de Recursos Humanos, que ocupou até fevereiro de 2011, quando foi nomeada Vice-Presidente Executiva de Produtos Globais de Desenvolvimento. Em agosto de 2013, passou a acumular também as funções de chefe Global de Compras e Cadeia de Suprimentos.

Em dezembro de 2013, Barra foi convidada para ser CEO da empresa, após a saída Dan Akerson. No mês seguinte ela assumiu o cargo. Quando ela assumiu o comando da General Motors, a empresa se recuperava de um pedido de concordata e estava prestes a encarar um dos maiores recalls de sua história. Na época, algumas pessoas insinuaram que a companhia só havia colocado uma mulher em seu cargo mais alto para que ela assumisse a culpa pelo problema que ocasionou o recall, e que logo seria substituída por outro executivo. Homem.

O que muitos não sabiam era que Barra sempre esteve presente na lista de executivos de destaque da companhia e que sua ascensão já era esperada. Desde que começou na empresa, ela sempre se dedicou a alcançar resultados que às vezes estavam muito além de seu job description. Conforme ganhava destaque nas áreas em que atuou, foi sendo promovida a cargos mais desafiadores, que incluíram a direção da área de Comunicação e da área de Recursos Humanos, que até então eram os cargos mais altos ocupados por mulheres.

Neste seu primeiro desafio como CEO da empresa, Mary já precisou lidar com um momento de crise muito delicado. Ela disse que nesses momentos você precisa ser pró-ativo: “Os fatos precisam estar na mesa ou esse vazio vai ser preenchido pela desinformação”. Barra ainda foi criticada por muitos ao escolher a cautela durante seu interrogatório em Washington D.C., mas ela diz que a sinceridade é sempre o melhor caminho: “Não dá para responder o que você não sabe. Eu fui criticada por dizer ‘não sei’, mas você deve responder quando sabe as respostas. Se eu tivesse respondido na hora, teria dito algo errado e causado mais danos para a empresa.”

 

 

Como mulher, Mary se preocupa com a representatividade feminina no mercado de trabalho. Ela diz que ainda há poucas mulheres em áreas importantes como ciências, tecnologia, engenharia e matemática, que são bases dos grandes avanços tecnológicos e que estão em constante crescimento. Sem dúvidas, um dos seus planos é colaborar para que mais mulheres ocupem essas áreas para marcarem presença no mercado e mostrar que podem fazer o que quiserem. “Quando olhamos para as habilidades que vamos precisar e vemos os alunos que estão estudando tecnologia, engenharia e graduações tipo STEM (Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática), vemos uma lacuna entre gêneros e queremos abordar esse aspecto.”

 

Como forma de atuar em relação a essa diferença, Mary Barra incentiva diversos programas de diversidade e de ensino para meninas e mulheres, como o Girls Who Code, da Microsoft, além de mentorar executivas da companhia e incentivá-las a aprimorar políticas internas.

“Se eu puder ser modelo para jovens mulheres que querem seguir uma carreira em STEM ou para que digam ‘se ela pode, por que eu não posso?’, isso me deixa muito feliz. Sou dedicada a isso, mas também a ganhar os corações e mentes de toda a equipe.”

Para quem quer ganhar destaque na sua área de atuação, Mary separou algumas dicas que considera importantes para ter sucesso na carreira:

1. Coloque o cliente no centro de tudo que você faz

Se você trabalha em contabilidade, engenharia, vendas, se você acabou de sair da faculdade ou já é um vice-presidente, não importa… Lembre-se que ao focar no cliente, você sempre vai obter a melhor performance. As necessidades do seu cliente devem direcionar cada decisão que você tomar. Se o desejo do cliente não estiver refletido em sua nova posição, você precisa encontrar alternativas, em seus primeiros 90 dias (e em todos os dias depois) para garantir que isso se torne possível.

2. Ouça a sua equipe

Os primeiros 90 dias são a melhor oportunidade de ganhar o respeito e a confiança das pessoas com quem você trabalha. As pessoas não se importam com o seu conhecimento até saberem que você se importa com elas. Esteja aberto, busque soluções, e tente ouvir mais do que falar.

Quando você valoriza o que os outros dizem, eles começam a se abrir, e que o fluxo de idéias leva a melhores resultados.

3. Fortaleça a sua equipe

Uma de suas responsabilidades como líder é garantir que você tem as pessoas certas em sua equipe. Esperar e exigir um compromisso total de todos. Se você não tiver as pessoas certas, você não está fazendo seu trabalho, porque você está muito ocupado fazendo o trabalho deles. Se você tem um funcionário cuja infelicidade está atrasando a equipe, o melhor a fazer é ajudá-lo a encontrar a felicidade em um outro lugar.

4. Assuma a responsabilidade

Se você herdar um problema no seu novo trabalho, não descarte-o como legado do seu antecessor. Nunca se esconda atrás de seu status de novato, ou use-o como desculpa para adiar o que precisa ser feito. Tome responsabilidade pelo problema, desenvolva um plano para corrigi-lo e enfrentá-lo. A reputação de sua equipe não depende apenas do que você faz bem, mas também do que você faz se algo der errado.

5. Adapte-se e aprenda

No final do dia, muitas vezes o seu sucesso não será determinado apenas por quão boa é a sua estratégia, mas sim quão bem você se adapta para atender às mudanças nas necessidades de seus clientes. Adaptação na verdade se resume a uma coisa: liderança. E uma grande parcela da liderança é ser capaz de olhar além do horizonte e antecipar as mudanças que virão.

Deu pra entender porque a Mari está onde está, né, mores? Uma mulher que sabe se impor e mostrar que uma mulher pode ser o que ela quiser, ocupar os espaços que quiser, só pode dar nisso: uma grande executiva de sucesso, que hoje serve de inspiração para outras mulheres que desejam ocupar seus espaços nas mais diversas áreas.

Esperamos que sua história tenha te inspirado, como nos inspirou também e, você já sabe, né, se tiver histórias inspiradoras de mulheres incríveis que estão fazendo acontecer em suas áreas de atuação, compartilha com a gente no elatemumplano@planofeminino.com.br, que logo sua história pode aparecer aqui.

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.