Amanda Guimarães do Plano de Menina posa em frente a um painel de boas-vindas.

MENINAS NA CAMPUS PARTY

Uma imersão com o programa Liberty Mulheres Seguras

 

Na última quinta-feira (14/02), a convite do Liberty Mulheres Seguras, o Plano de Menina realizou uma imersão no maior evento de tecnologia da América Latina, a Campus Party Brasil – São Paulo.

 

As mulheres ainda estão em um número tímido no mundo da tecnologia e pesquisas por todo mundo mostram que precisamos reagir a isso.

 

O futuro está sendo escrito em linhas de código. E o público feminino, apesar de usuário de apps, redes sociais e dispositivos digitais, não participa da produção da tecnologia. Precisamos de meninas ocupando estes espaços seja como gamers, empreendedoras, programadoras ou que quiserem ser.

 

Levar as meninas a um evento como este, para a fundadora do projeto, Viviane Duarte, faz toda a diferença: “As meninas ainda acham que lugar de menina não é na matemática e tecnologia e precisamos ressignificar esta ideia. Nesta imersão as meninas puderam conhecer o mundo do empreendedorismo por meio de palestras e conversas com mulheres inspiradoras da tecnologia e outras áreas. Estamos promovendo experiências para que elas sejam mulheres líderes em diversas áreas e tenhamos um futuro de mais equidade”, afirma.

 

As meninas puderam ouvir mulheres como: a jogadora de Rugby Nina Boz e a programadora Nina Silva, executiva de tecnologia e uma das 100 pessoas negras mais influentes do mundo.

 

“Ouvir mulheres tão poderosas me faz acreditar que posso chegar onde sonho ser possível”, afirma Amanda Guimarães, 18 anos, participante do projeto Plano de Menina e apaixonada pelo mundo do empreendedorismo.

 

Ao assistir o painel Girl Power, que uniu mulheres incríveis no palco: Ana Fontes, fundadora da Rede Mulher Empreendedora, Iana Chan, fundadora da PrograMaria, Alda Rocha, criadora do projeto Codamos e Liliane Tie, iniciadora da rede Women In Blockchain Brasil, as meninas tiveram acesso a debates a respeito da desigualdade de gênero em TI e Amanda Guimarães participou com a seguinte pergunta:

 

“Como evitar que mulheres desistam de cursar exatas na faculdade simplesmente devido a presença em peso de homens?”

 

Diante dessa questão, as palestrantes levantaram alguns mecanismos que podem evitar a desistência e buscar o interesse na área: em primeiro lugar, buscar uma rede de apoio. Isto é, amigos que te darão auxílio necessário durante os momentos difíceis e também nos bons momentos, um grupo de pessoas nas quais confia e que te protegerão.

 

 

Outra solução é pesquisar história de mulheres que fizeram a mesma trajetória, mulheres que te inspirem, quanto mais próximas e acessíveis forem, melhor, porque dessa forma viabiliza-se contato, podendo ser um meio de esclarecer dúvidas, pedir dicas e ter apoio e inspiração para seguir.

 

Participar de coletivos e trocar ideias com outras mulheres de diferentes áreas também é importante para se manter encorajada a ocupar diferentes espaços na sociedade, especialmente na tecnologia e empreendedorismo.

 

Conhecer nossos limites e respeitá-los também é muito importante. Autocuidado em primeiro lugar.

 

“Eu aprendi que posso colocar meus planos em ação e empreender é um caminho possível. A tecnologia pode me ajudar a realizar muitos sonhos e vou atrás de mais e mais capacitação para isso. Fazer parte do Plano de Menina abriu meus olhos para muitas coisas e uma delas é saber que por ser uma menina da periferia nada me impede e posso sim ter a ousadia de hackear o sistema e ser alguém que afronta as estatísticas. Vou ser a mulher que eu sonho ser”, se emociona Amanda, participante do projeto Plano de Menina.

 

Para Liberty Mulheres Seguras, promover esta imersão vem ao encontro do objetivo da seguradora em garantir que meninas sejam as futuras mulheres líderes e protagonistas de suas histórias: “Acreditamos no potencial do empreendedorismo feminino, por isso, incentivamos mulheres a desenvolverem suas habilidades oferecendo conteúdos e dicas úteis para aquelas que querem empreender. O programa Liberty Mulheres Seguras quer ajudar as empreendedoras brasileiras a ter sucesso em seus negócios e transformarem suas vidas e de suas famílias” afirma Patrícia Chacon, diretora de Marketing e Estratégia da Liberty Seguros.

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.