Meu orgulho de ser mulher!

Se tem uma coisa que eu sempre gostei foi trabalhar com o público feminino. Já trabalhei em facção rodeada de estilistas, modelistas e costureiras, agencias de publicidade dominada por mulheres e hoje, tenho meu blog e estou realizada de trabalhar num portal especial para nós, mulheres.

Fiquei tonta de tantos livros que li sobre o “público-alvo” mulher – e acredite, as teorias são bem complexas – para concluir minha faculdade e depois, estudei a fundo as mulheres africanas que inspiraram minha pós-graduação.

Adoramos dizer que os homens são todos iguais, mas nem de longe podemos dizer que isso acontece com as mulheres. Como pode ser do mesmo sexo e ser tão diferente! Cada uma tem a sua graça e uma beleza que encanta. Nós somos loucas, inconstantes, multifuncionais, aceleradas, temos TPM, perdemos o sono por qualquer coisa, vivemos de dieta, somos mães, sogras, amigas, confidentes, trabalhadoras, faxineiras, cozinheiras e ainda encaramos diariamente rituais de beleza. É hidratante, anti-frizz, maquiagem, perfume, batom… Ufa!

Eu sou não sou daquelas feministas que defendem que as mulheres precisam conquistar o mundo. Só acredito que todas têm o direito de ter os sonhos que quiserem e que podem usar todas as suas forças para conquistá-lo – assim como qualquer pessoa. Se eles são muito grandes, qual o problema?! Disposição é o que não falta para nós!

As mulheres descobriram a deliciosa sensação de se realizar no trabalho – como é incrível! Eu fico orgulhosa quando vejo amigas e outras mulheres em cargos importantes e fazendo a diferença. É o orgulho de ser mulher!

A maior experiência de ser mulher eu ainda não vivi, mas espero um dia poder experimentar a dádiva de ser mãe. E isso é uma exclusividade das mulheres, sem discussão. Não existe nada igual ao amor de mãe. Carregar um pedacinho de você por meses e ter uma ligação eterna de amor. Uma vez, uma amiga me disse que ter um filho é como se arrancassem seu coração do peito e você ficasse o resto da vida correndo atrás dele, através dos filhos. Achei tão lindo!

Um dia é muito pouco para agradecer tudo de bom que estas mulheres fazem para o mundo! Estas mulheres que vivem com a cabeça das nuvens e os pés no chão, que amam intensamente e que nunca desistem de ver o mundo de forma mais colorida. Todas as mulheres nasceram para serem amadas, respeitadas, desejadas e admiradas.

Todas as experiências do mundo transformam uma menina em uma mulher. É como viver milhões de vezes em um corpo só. Como diria Ana Carolina “De tantas mil maneiras que eu posso ser, estou certa que uma delas vai te agradar.” E assim são as mulheres! Você já imaginou do que seria do mundo sem elas?