Museu do Futebol proporciona ação especial sobre Futebol Feminino

Toda semana compartilhamos dicas culturais comandadas por mulheres. O Plano acreditar que valorizar o trabalho dessas artistas femininas é uma importante forma de valorizar o universo feminino e mostrar que podemos ser o que quisermos. Confira aqui todos os #PlanosCulturais e divirta-se!

Neste sábado, 13, o Museu do Futebol – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – em parceria com o Bar O Torcedor, realiza uma ação especial para a Copa do Mundo de Futebol Feminino.

A ação será composta por visita educativa pelo Museu, das 15h às 16h30, dialogando com o público sobre o futebol feminino e encerra-se no bar, para a transmissão da partida entre Brasil e Espanha, às 17h.

A inscrição para a visita deverá ser feita até o dia 12 de junho, às 12h, por meio do e-mail educativo@museudofutebol.org.br. Ao todo são 20 vagas.

A ação é parte do projeto Visibilidade para o Futebol Feminino que visa tornar mais conhecida a história dessa modalidade no país.

“Há uma imensa desigualdade no tratamento de homens e mulheres na história do futebol no Brasil e isso não se dá ao acaso. Por mais de quatro décadas, as mulheres foram oficialmente proibidas de jogar bola. Tudo começou com um Decreto-Lei em 1941, durante o Estado Novo, que as proibiu de praticarem esportes “incompatíveis com as condições de sua natureza”. Cabia ao Conselho Nacional de Desportos – CND – a regulamentação do decreto, ocorrida em 1965, quando se explicitou a proibição do futebol, do futsal e de outros esportes às mulheres. O Decreto foi extinto em 1979 e a nova regulamentação do CND ocorreu em 1983. É quando surgem diferentes equipes no Brasil. Em 1988, houve a primeira convocação oficial da Seleção para disputar a 1ª. Copa do Mundo FIFA em 1991. Em 2015, vamos para o sétimo mundial sonhando não somente com a Taça, mas, sobretudo, com melhores condições para as jogadoras profissionais no Brasil”, pronunciou-se oficialmente o Museu do Futebol.

O projeto, que teve início em maio desse ano, une exposição, programação cultural, pesquisa, ações educativas e interação por meio de campanhas nas mídias sociais.

“Para o Museu do Futebol é uma grande honra incluir em seu acervo as estórias de mulheres que batalharam pelo direito de jogar bola e não haveria melhor lugar para apresentar as novidades do que em nossa exposição principal. Há ainda um longo caminho a percorrer para que consigamos retraçar a origem dos primeiros times e as trajetórias das pioneiras nesse esporte no Brasil. Essa exposição é apenas o começo e não é nossa única ação”, escreveram.

Além de trazer as jogadoras, a exposição vai homenagear ainda duas poetisas do início do século XX, as primeiras a transpor a emoção do jogo em poesia, mostramos assim o pioneirismo de mulheres em outros espaços que não apenas no campo de jogo.

SERVIÇO
Onde: Museu do Futebol
Data: 13 de junho
Horário da visita educativa: 15h até 16h30
Horário do jogo: Às 17h no Bar O Torcedor
Endereço: Praça Charles Miller, s/n – Estádio do Pacaembu

Preço dos ingressos: R$ 6 (inteira) /R$ 3 (meia-entrada para estudantes, idosos e professores).
Horário de funcionamento do Museu: 9h às 17h (permanência até as 18h)
*Todos os sábados a entrada é gratuita

ACER-girls_filming_foto-Julio-Carneiro2-300x200

HwvW9YJ

Ita190-660x365

juggle1-300x200

logos21

luize11-300x200

 

SIS021-563x353

Atualização:

Subimos esse post ontem e hoje a jogadora da seleção brasileira feminina Marta bateu um recorde, e acabou de se tornar a maior artilheira de todos os tempos da Copa do Mundo de Futebol Feminino.

E como o site Lean In colocou em sua legenda: “Ele não é o Pelé de saia. Ela é a Marta!”

Screen Shot 2015-06-11 at 2.19.12 PM

 

 

Ana Victorazzi

Jornalista

Apaixonada por café, cor laranja e animais. Formada em jornalismo e mãe de dois gatos, acredita na bondade das pessoas.