O amor é tendência

 

Por mais que os tempos sejam outros, que o mundo esteja cada vez mais louco, o amor continua, insiste, persiste, acontece e se renova a cada manhã.

É impossível ignorar e substituir este sentimento por qualquer outro. O amor é viral.  Tá bom, uma pegação tem sempre sua graça, seu sabor , mas não satisfaz, não preenche, não contenta. Estes dias a escritora Tati Bernardi tuitou – Eu sou esperta porque pego quem eu quero, a hora que eu quero e como eu quero. Eu sou carente porque tudo isso é idiota, vazio e solitário – e definiu o que a gente muitas vezes não quer admitir. Talvez porque ainda não achamos a pessoa certa, ou porque a pessoa certa ainda não nos achou, mas no fundo, no fundo, todos esperamos amar. Se ainda não aconteceu com você não se preocupe, o amor vai chegar e organizar, apaziguar, cuidar, preencher e esquentar, de um jeito intenso e singular.

Até mesmo Cupido – o deus do amor – não se livrou deste sentimento tão arrebatador e fez de tudo para conseguir a aprovação de sua mãe Vênus  a imortalizar Psique, para que pudessem se curtir e se amar eternamente.

O amor acontece na história, na mitologia e nos dias atuais, com finais e recomeços surpreendentes e por isso, esse sentimento nunca vai sair de moda e será tendência nesta e nas próximas gerações.  Você duvida disso? Eu acredito.

 

 


 

Viviane Duarte

Fundadora

Jornalista e Fundadora do Plano Feminino. Sua paixão está em criar estratégias que inspirem e gerem conexões com propósito por meio de conteúdos e projetos especiais que promovam a igualdade de gênero e o empoderamento feminino na publicidade e sobretudo, na sociedade.