O nome dela é Bouman, Katie Bouman. 29 anos, um marco histórico e muita humildade!

Os mistérios do Universo sempre tiveram um espaço entre meus cliques de leitura diários. Mexem com minha curiosidade e fascinação. Fora que, geralmente, envolvem imagens incríveis.

 

Essa semana meu bem querer por notícias astronômicas não foi diferente. Fui altamente impactada pela tal da primeira imagem de um buraco negro já registrado.

 

Por si só isso já é legal, mas algo me fez em vez de apenas ler e guardar pra mim a notícia querer vir aqui e compartilhar com vocês: Katie Bouman.

 

Esse é o nome da doutora em engenharia elétrica e ciência da computação pelo MIT (Massachusetts Institute of Technology) de 29 anos, uma das mulheres que contribuiu para tornar esse marco histórico realidade.

 

Há três anos, Bouman se apresentou no TEDxBeaconStreet onde declarou:

 

“Há mais de um século, Albert Einstein publicou pela primeira vez sua teoria da relatividade. Desde então, cientistas forneceram muitas evidências para sustentá-la. Mas uma das coisas previstas em sua teoria, os buracos negros, ainda não foram observados diretamente”.

 

Katie Bouman ao lado de Margaret Hamilton, cientistas que fizeram a diferença na astronomia

Ela, juntamente com outras três colegas, desenvolveram os algoritmos do código que tornou possível a união da imagem (conhecedores do tema, perdão se não expliquei certo. Por favor, avisem nos comentários que ajustamos!)

 

“Assim como um artista forense usa descrições limitadas para formar uma imagem usando seu conhecimento sobre o formato do rosto, os algoritmos de imagem que eu desenvolvi usam nossos dados limitados de telescópios para compor uma imagem”, explicou também no TEDxBeaconStreet.

 

Até o resultado alcançado, foram 6 anos nesse projeto. Mas claro, como ela mesma disse em entrevista na CNN, “nenhum de nós poderia ter feito isso sozinho. Tudo aconteceu por causa de muitas pessoas diferentes de várias origens”.

 

Isso vale pra todos nós, mas é bom demais poder contar cada vez mais histórias assim, de mulheres protagonistas, inspiradoras e encher um pouco de seu dia com um pouco de boas novas, né?!

Quer saber mais sobre o projeto em si, as questões mais científicas? Essa matéria aqui está bem completa, em português e com boas imagens ilustrativas, só clicar.

 

Fonte: BBC

Ana Victorazzi

Jornalista

Apaixonada por café, cor laranja e animais. Formada em jornalismo e mãe de dois gatos, acredita na bondade das pessoas.