O plano de Teresa Vernaglia é mostrar que a diversidade é o segredo do sucesso de qualquer empresa

Teresa Vernaglia é mulher, mãe, executiva. Uma mulher decidida, que sabe o que quer. Uma mulher com muitos planos e que chegou à Presidência da BRK Ambiental, no ano passado, depois de uma história incrível na vice-presidência da AES. Uma inspiração e tanto.

Formada em Engenharia Elétrica e com MBA em Business Management, é o tipo de mulher que não para nunca. Ela está sempre em movimento, sempre um passo à frente, pensando no que pode realizar, o que pode melhorar, o que funciona melhor aqui e ali.

Começou a carreira em 1988, na Nec do Brasil, nas áreas engenharia e desenvolvimento de negócios – esse último com foco em telefonia celular, no momento da privatização do mercado de telecomunicação brasileiro, participando de projetos no Japão, na Itália e nos EUA. Em 1997, assumiu a diretoria de engenharia e operações da Nextel, como responsável pelo desenvolvimento de uma rede de amplitude nacional durante cinco anos. Em 2001, passou a atuar na AES Eletropaulo Telecom, como CEO da empresa e, em 2008, assumiu também o comando da AES Com Rio. Em 2010, promoveu a unificação das empresas, originando a AES Atimus. Em 2011, liderou o processo de venda da companhia que, em outubro de 2011, passou para controle da Tim, numa das maiores transações do setor de telecom no Brasil, US$ 1 bilhão. Desde então passou a liderar o comercial das AES Eletropaulo. Em julho de 2013 assumiu a vice-presidência de serviços compartilhados da AES Brasil.

Em 2017, Teresa seguiu para novos desafios, como presidente da BRK Ambiental, parte do grupo Brookfield. E ela falou sobre a importância de as empresas se renovarem para ter sucesso, pra se tornarem companhias inovadoras: “A governança, os tempos das coisas acontecerem, o entender que o grupo de pessoas que está vendo o novo e hoje é traço no resultado, mas que demanda muito da estrutura, lá na frente pode ser um grande alavancador da receita, do resultado, e até da perenidade do negócio tradicional. Então é esse balanceamento, como você dirige a energia daquilo que é o core business, que é o que gera receita, o que gera margem hoje num negócio que é razoavelmente conhecido, para uma coisa que é uma ideia, que não está formatada, que não funciona com o status quo, que não funciona com os métodos e os processos e os timings atuais, mas que podem ser o futuro. Então eu acho que esse é o grande desafio das grandes corporações. Como conviver com o novo e com todo o trabalho que o novo traz.

 

 

Como engenheira, Teresa sempre esteve em ambientes de maioria masculina e fala sobre esta experiência, como mulher e profissional: “Sou engenheira de formação, e na minha turma de quase 100 alunos, as mulheres não passavam de 10. Por isso, desde muito cedo estou habituada a trabalhar em ambientes majoritariamente masculinos. Sempre lidei muito bem com isto, talvez por estar menos ligada ao gênero e mais em estar com pessoas comprometidas e que têm prazer naquilo que fazem, assim como eu.”

Quando falamos sobre preconceito na carreira por ser mulher ocupando cargos tão importantes e normalmente dominado por homens, Teresa Vernaglia diz que se aconteceu em algum momento, ela nunca percebeu, porque gosta de focar mais nos seus objetivos e deixa as outras coisas menos importantes de lado, mas sabe que isso acontece e é algo que precisa mudar: “Como sempre consegui o que busquei como profissional, isto acabou ficando em segundo plano, foi irrelevante. Esta é minha experiência pessoal, minha forma de lidar e operar em ambientes muitas vezes adversos. Mas, não há dúvidas, o preconceito existe e se manifesta de diversas formas, comprovadas em pesquisa recente do IBGE. A despeito de terem maior nível de escolaridade, as mulheres em todas as profissões, raças e classes socias, têm salários inferiores ao dos homens. Este é um fato.”

A jornada de trabalho para uma profissional com um alto cargo de gestão, é um pouco complicada. A gente sabe que conciliar a agenda pra colocar tudo no lugar, entre o ambiente profissional e pessoal exige bastante esforço e a Teresa conta pra gente como lida com isso e fala o quanto é importante ter um tempo pra si: “Esta não é uma tarefa fácil, conciliar trabalho e vida particular, quando temos que atuar em diferentes papéis: a mulher, a esposa, a mãe, a filha, a irmã, a amiga. Mas é possível  buscar o equilíbrio. Ter um marido que entende a dinâmica da vida executiva e que curte ser pai, ajuda muito a coordenar a logística e o nível de estresseTer a disciplina de encontrar espaço para se cuidar, ajuda a manter corpo e cabeça em forma. Por mais cansada que esteja, e por mais dinâmico que sejam os horários de trabalho, sempre encontro espaço para a atividade física semanal. Ter uma personal que fica no seu pé é fundamental. Encontrar, pelo menos uma vez por mês, com os amigos e jogar conversa fora, ajuda a carregar as energias. Reservar espaço no ano para viagens com a família e o maridão é fundamental. Procuro também sempre convidar amiguinhos de meu filho para “festa do pijama” lá em casa. Eles adoram, e nada é mais gratificante do que ver seu filho feliz. Ou seja, é necessário ter disciplina, e saber a hora de desligar o celular.”

Sobre a liderança feminina, ela diz que as mulheres até têm algumas vantagens em relação aos homens, sim, mas que no final das contas o que conta mesmo é a competência. “Acredito que a competência é do indivíduo e não atrelada ao sexo ou raça. O que ajuda a mulher é sua habilidade natural de fazer muitas tarefas e ter diferentes papéis ao mesmo tempo. Isto ajuda na coordenação e priorização daquilo que precisa ser feito, uma característica relevante na vida corporativa.”

Para quem está aí, buscando o sucesso profissional ela diz que a dedicação é muito importante, mas que também tem outros pontos que podem te levar ao sucesso:  “Gostar do que faz, ter conhecimento do ambiente em que atua, capacidade de adaptação, se atualizar continuamente, saber o que quer, ter foco e capacidade de realização além é claro, de um pouco de sorte.”

Os planos de Teresa são grandes, tanto na vida pessoal, como na profissional. Na vida pessoal, ela quer continuar sendo essa pessoa que tem tempo pra cuidar de si mesma e aproveitar pra curtir os melhores momentos da vida com a família e amigos. No ambiente profissional, além de conquistar grandes feitos como executiva, ela quer mostrar o quanto a diversidade pode estar no segredo do sucesso de qualquer empresa: “O grande desafio que as corporações têm hoje é o de trazer a diversidade para a sua estrutura. Começando com a liderança feminina, mas não só ela. A liderança feminina ainda é muito inócua, basta olharmos como é a estrutura de todas as empresas. Eu tenho visto, em muitas apresentações, em muitos ambientes nos quais estou circulando, que cada qual diz que sua indústria é muito machista. Minha conclusão é: todas as indústrias, de tecnologia, financeira, de energia, todas elas, em sua maioria, são machistas e têm um número muito pequeno de mulheres trabalhando. A gente vê isso nas estatísticas. Está aí para a gente ver. Mas não é só a questão da liderança feminina. É a diversidade no que diz respeito a cor, raça, religião, e quando falamos nesse mundo da transformação, como é que podemos pensar em ter uma empresa inovadora? O inovador demanda o diferente, um olhar diverso sobre o mundo, e como fazer isso se eu não tiver a diversidade? A transformação está em todos os discursos de todos os executivos e todas as organizações, mas como falar disso sem falar da diversidade e de liderança feminina?”

A gente compartilha da opinião da Teresa. Ainda há muito a ser feito pelas empresas para que tenhamos um ambiente mais diverso. Como falar em inovação sem começar pelo básico, dentro da própria companhia? Mudando conceitos internos, é possível externar todos os skills da empresa, fazendo com que uma empresa focada na diversidade, traga resultados positivos para todos.

E você, já mandou a sua história ou de uma mulher inspiradora que você conhece pra gente? Então, vem e nos conte tudo por e-mail no elatemumplano@planofeminino.com.br. Vamos colocar a história de mais mulheres incríveis por aqui pra mostrar que toda mulher tem um plano e que é possível realizar o que você quiser!

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.