O Plano é ter mais tempo

Começamos o mês de outubro, o mês escolhido para a luta contra o câncer de mama. O movimento Outubro Rosa é comemorado no mundo todo e surgiu nos Estados Unidos, onde vários estados faziam campanhas isoladas contra o câncer de mama e realizações de mamografias durante o mês.

Depois, com a aprovação do Congresso Americano, outubro se tornou o mês nacional de prevenção ao câncer de mama e acabou se espalhando para o resto do mundo, inclusive aqui no Brasil, onde várias ações são realizadas como forma de incentivar as mulheres a realizarem a mamografia com a intenção de descobrir a doença precocemente e assim facilitar o tratamento.

O Plano Feminino busca a cada dia se aproximar de causas e movimentos que tenham propósito e empoderem as mulheres, por isso, nos tornamos aliados da causa Outubro Rosa em parceria com a FSB, Femama e Roche.

Durante este mês, você poderá conferir aqui semanalmente matérias relacionadas ao câncer de mama e também poderá conferir histórias de superação. Se tiver uma história pra contar sobre a superação do câncer de mama, manda pra gente, pode servir de inspiração para muitas outras mulheres.

Compartilhe nas redes sociais usando as hashtags #OPlanoéprevenir #OutubroRosa

 

Campanha Por Mais Tempo

Ampliar o conhecimento da sociedade sobre o câncer de mama metastático, a fase mais avançada da doença, é o tema da campanha Por Mais Tempo.

 

por mais tempo

O objetivo é informar os brasileiros sobre a realidade das pacientes e mostrar que existem tratamentos que permitem a elas viver mais e com melhor qualidade de vida.

Realizada por Femama, Instituto Oncoguia e Roche, a campanha Por Mais Tempo discute a realidade das mulheres com câncer de mama metastático. A percepção negativa da sociedade acerca dessa enfermidade aponta para uma realidade que não condiz com os avanços médicos dos últimos anos. Hoje, existem alternativas de tratamento que podem proporcionar maior sobrevida e com melhor qualidade de vida. No entanto, a maior parte dessas terapias não está disponível para todas as pacientes diagnosticadas.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima aproximadamente 57 mil novos casos de câncer de mama em 2015, no Brasil.[1] No entanto, nem sempre o câncer de mama é descoberto em estágios iniciais. Hoje, sabe-se que aproximadamente 50% das pacientes atendidas pelo sistema público de saúde no Brasil descobrem a doença em estágio avançado.[2] Dados mundiais indicam que até 30% dos casos em todo o mundo evoluem para a fase metastática, quando o tumor atingiu outros órgãos do corpo[3].

A Constituição brasileira prevê o direito universal à saúde para todos os cidadãos. A proposta da campanha é informar a sociedade sobre o câncer de mama metastático, a partir de uma reflexão sobre o “valor do tempo”, e sensibilizá-la quanto à necessidade de oferta dos tratamentos mais adequados para tal doença no sistema público de saúde.

A luta é contra o tempo. As pacientes com câncer de mama metastático precisam de todo o arsenal medicamentoso disponível para combater essa doença. A campanha Por Mais Tempo informa a sociedade sobre essa realidade por meio de uma série de ações.

https://www.youtube.com/watch?v=rzVnhZspkGc

A campanha

 

A campanha Por Mais Tempo foi lançada oficialmente em 17 de junho, no Masp, em São Paulo e contou com a presença de médicos, ONGs e pacientes, que uniram forças para disseminar o conhecimento sobre essa doença entre os brasileiros.

Para despertar o interesse da sociedade, a campanha iniciou suas ações com vídeos de diversos artistas, que deram seu depoimento sobre o que fariam com mais tempo. Ainda na fase de pré-lançamento, laços cor de rosa foram colocados em relógios nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro e Porto Alegre para estimular a curiosidade da população. Em São Paulo, os principais relógios receberam cartazes sobre a campanha. Na noite de lançamento do evento, o relógio na Central do Brasil (RJ) foi iluminado com a cor rosa, e o Museu Nacional (DF) recebeu a projeção de um relógio em sua fachada.

Na ocasião, foi divulgada uma pesquisa inédita do Instituto Datafolha a respeito da percepção da sociedade sobre do câncer de mama metastático. Esse levantamento evidenciou, entre outros pontos, o amplo desconhecimento da população brasileira sobre o câncer de mama metastático. Embora quase a totalidade afirme conhecer o câncer de mama, os estágios mais avançados ainda são uma incógnita para quase metade desse universo. Mais de 70% dos brasileiros associam o câncer de mama metastático a pouco tempo de vida e acreditam que as pacientes têm má qualidade de vida.

Desde o lançamento da campanha, redes sociais foram o meio para mobilizar a população de todo o Brasil com vídeos online que direcionam para uma petição que solicita a incorporação dos tratamentos mais adequados para as pacientes com câncer de mama metastático no Sistema Único de Saúde. A petição está disponível no link www.pormaistempo.com.br.

Uma ampulheta com mais de dois metros, em que o tempo corre para cima, foi inaugurada no Masp, em São Paulo, logo após o lançamento da campanha. O monumento ficará exposto na cidade até o fim de julho, quando seguirá para Brasília.

A campanha Por Mais Tempo é uma iniciativa inédita e colaborativa em que médicos, ONGs e indústria se uniram para disseminar o conhecimento sobre a doença e ajudar as pacientes com câncer de mama metastático a ter a oportunidade de receber os tratamentos mais adequados.

Para mais informações, visite www.pormaistempo.com.br.

 

Sobre a Femama

A Femama – Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama – é uma entidade sem fins econômicos que concentra uma rede de 58 instituições ligadas à saúde da mama, presentes em 17 Estados e no Distrito Federal, e integra mais de 1 milhão de cidadãos. A Federação atua na articulação de uma agenda nacional única para influenciar a formulação de políticas públicas de atenção à saúde da mama para reduzir os índices de mortalidade por esse tipo de câncer no Brasil. Visite o site: www.femama.org.br.

 

Captura de Tela 2015-10-01 às 14.34.01

Sobre o Instituto Oncoguia

 

Associação civil sem fins lucrativos, fundada em novembro de 2009, o Instituto Oncoguia existe para defender e garantir os direitos dos pacientes com câncer. Com a missão de ajudar o paciente com câncer a viver melhor por meio de ações de educação, conscientização e apoio, a entidade tem os seguintes objetivos estratégicos: disponibilizar informação de qualidade para o paciente, seus familiares e a população em geral; educar a população e o paciente com câncer sobre a importância do autocuidado em saúde, bem-estar, qualidade de vida e cidadania; empoderar a população e os pacientes com câncer, dando voz e oferecendo apoio e suporte às suas principais necessidades; promover e facilitar o acesso do paciente com câncer aos seus direitos, e contribuir para o aprimoramento das políticas públicas relacionadas ao câncer, engajando parlamentares e gestores em prol da causa. Visite o site www.oncoguia.org.br.

 

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.