O que as empresas precisam aprender sobre maternidade e carreira

Nós, mulheres, somos seres de múltiplas faces. Queremos e buscamos cada vez mais conquistar o mundo. Saímos do status de “do lar” para ocupar cada vez mais espaços no mercado de trabalho e lidar com as questões como conciliar carreira, família e maternidade e sabemos que esse acúmulo de tarefas não é nada fácil, mas conseguimos passar por cima das dificuldade pra investir na carreira e fazer aquilo que desejamos e ganhar nosso próprio dinheiro, conquistando independência financeira, além da satisfação pessoal.

Mas, a gente sabe que a maternidade e vida profissional é algo difícil. A maioria das empresas não lidam bem com esta questão e acreditam que a mulher com filhos terão menos tempo pra se dedicar ao trabalho e que não executarão bem suas funções. Que engano, né, mores?

Algumas pesquisas comprovam que, após a maternidade, as mulheres trabalham melhor em grupo e têm mais empatia com os colegas e clientes. A revista científica Behavioral Neuroscience afirma, ainda, que há um aumento nas áreas do cérebro ligadas ao raciocínio, planejamento e julgamento, o que mostra que elas continuam plenamente ativas profissionalmente após o nascimento do bebê.

Após a experiência e responsabilidade de cuidar de um filho, uma criança totalmente dependente, a mulher, na maioria das vezes, desenvolve sua habilidade de resolver problemas, lidar com o estresse, se torna mais flexível e extremamente focada. E a gente sabe que são essas as habilidades que as maiorias das funções exigem para sua realização com competência.

 

 

Portanto, maternidade e carreira podem andar muito bem juntas. Não vamos dizer aqui que o processo como um todo não seja cansativo. Realmente é. Mas, colher os frutos de cada uma de suas funções, como profissional e como mãe, é a maior recompensa que podemos ter.

Por isso, fica aí a dica pras empresas. Contratem, aceitem e incentivem mulheres mães a seguirem suas carreiras, a desenvolverem e a alçarem voos cada vez mais altos. Assim, todos saem ganhando. A empresa, que terá uma profissional cada vez mais motivada e engajada a fazer a diferença onde estiver atuando e a mulher, que terá como recompensa sua satisfação profissional, além de curtir as delícias e desafios da maternidade com mais foco e felicidade.

 

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.