Parem de nos perguntar “Por que não temos o dia dos homens?”

Dia 08 de março, como todo o mundo sabe, é o dia Internacional da Mulher. Aquele dia em que recebemos parabéns, ganhamos rosas, buquês, chocolates, vários presentes e somos respeitadas. Mas por incrível que pareça, até no único dia em que esperamos o mínimo de sossego, em que a atenção estaria voltada para nós mulheres, temos sujeitos machos querendo biscoito.

No Twitter, rede social muito utilizada para discutir causas e acontecimentos, teve uma série de homens questionando, em pleno dia das mulheres, por que não possuem o dia dos homens:

 

Tweet feito no Dia da Mulher questionando por que não existe o dia dos homens.

 

Acontece que esse dia, o dia dos homens, existe sim e em dobro. Dia 15 de julho é o Dia Nacional do Homen, enquanto dia 19 de novembro é o Dia Internacional do Homem. Duas datas para o gênero que impera na sociedade, exercendo todos os dias seus privilégios desde políticos até financeiros

Fica então a reflexão: Se os homens possuem duas datas e não comemoram em nenhuma das duas, por que querem causar até no dia das mulheres? Porque a sociedade que nasceu patriarcal e desenvolveu-se machista, sempre deu de bandeja as conquistas aos homens. Dessa forma, não precisaram lutar contra a desigualdade de gênero para se estabelecerem como fizeram as mulheres.

Podemos tomar como exemplo o direito de voto. Desde a existência do sistema eleitoral grego, o homem era considerado cidadão com direito de voto, mesmo que limitassem idade ou renda financeira, os homens estavam inclusos, enquanto nós mulheres eramos excluidas do sistema por sermos mulheres.

Tivemos que reivindicar e lutar por nossos direitos. No Brasil, o direito de voto só foi oficialmente ampliado para mulheres em 1934. Exatamente por isso no Dia da Mulher, comemoramos cada um de nossos progressos. Claro que ainda temos muito o que avançar, mas se olharmos para trás, a quantidade de direitos alcançados, é de se comemorar:

 

  • Direito de voto
  • Direito de estudar
  • Direito de trabalhar
  • Direito de dirigir

Essas são quatro amostras brasileiras, se passarmos a analisar mundialmente, o número é ainda maior.

Vale lembrar que vivemos todos os dias sob o machismo e o patriarcado, e por isso, ao contrário do que nos acontece, seis homens não morrem a cada hora no mundo ou três por dia no Brasil, simplesmente por serem homens  dispensamos qualquer manifestação de comemoração ou parabenização no dia dos homens.

Logo, no Dia da Mulher, infelizmente, também somos parabenizadas por sobrevivermos mais um dia no mundo que nos faz de vítimas e de alvo, e contraditoriamente, ainda nos impõe a culpa por sermos agredidas, violadas e assassinadas.

Precisamos refletir, está bem claro que dia 08 de março é muito mais do pensamos ser.