Política e Big Brother

Eu tenho notado, e tenho certeza que vocês também, um envolvimento muito maior de todas as pessoas com as eleições se comparado com outros anos. A princípio, isso me deixou feliz. Saber que a população está mais ligada nesse assunto é um primeiro passo para construirmos um país melhor. Mas com o passar dos dias, com os debates na TV, entrevistas de candidatos e tudo mais, além dos posicionamentos extremamente radicais – para lá, ou para cá – de amigos e conhecidos que não fazem a mínima idéia do candidato que escolheram no último pleito, notei que esse envolvimento todo não tem muito à ver com a política em si. Vejo pessoas assistindo aos debates e escolhendo o “grande vencedor da noite” com base na quantidade de respostas duras e, muitas vezes, mal educadas, que deram, ao invés de prestar atenção ao conteúdo respondido. Se é que foi dada alguma resposta, afinal, todos os candidatos parecem ser mestres em responder, sem responder. Vejo muitos grupos e anti-grupos afirmando que seu escolhido, seu Precioso, é perfeito, imaculado e salvará o mundo do mal! Radicais sem senso crítico, incapazes de observar de fato onde cada candidato é realmente bom e onde precisa melhorar.

Assim, poderá cobrar mudanças durante o mandato. Se realmente houvesse um Salvador, um político que faria tudo direito, seria extremamente cômodo para nós, população, não? Não precisaríamos cobrar o que foi prometido, o que foi proposto. Não precisaríamos fiscalizar se as obras estarão sendo entregues conforme combinado, nos preços combinados! Enfim, de volta ao assunto. O que tem ficado desse período eleitoral na mente da maioria? As propostas ou os memes? E esse amor cego e quase infantil que alguns desenvolveram subitamente por um partido? Vai gerar frutos? Será que esse pessoal vai falar de política depois que as eleições acabarem? Enfim, tenho medo de estarmos votando como quem escolhe a sub-celebridade preferida no BBB. Pode ser vazio de propostas, desde que tenha carisma e saiba como segurar as rédeas de um “barraco” ao vivo. O problema é que, no final, só há um vencedor que sai do programa com uma mala de dinheiro. E nós continuamos em nossos sofás, aguardando o próximo show.

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.