Quando o príncipe vira sapo

O que mais escuto por aí são homens dizendo que nós, mulheres, somos românticas ao extremo, que os idealizamos demais, que estamos constantemente em busca do príncipe encantado e que o problema todo é que nós assistimos muitos contos de fadas na infância e, posteriormente, comédias românticas – o que afetaria definitivamente nossa busca por um parceiro ideal.

Ok, meninas, nós sabemos que não podemos discordar inteiramente dessa teoria, mas o problema não é só esse. Não são as comédias românticas com finais hollywoodianos que determinam o que buscamos num parceiro e destroem nossa vida sentimental, quem faz isso são os canalhas que encontramos pela vida. Sim, são eles mesmos: aqueles que nos prometem mundos e fundos, que nos envolvem em seus mundos, aquela coisa toda, até que levamos um belo chute na bunda! Isso quando não descobrimos que somos a outra ou que ele tem outra (s). 

Aí, depois desse “choque de realidade”, realmente, fica muito difícil para a gente se entregar completamente a outra pessoa. E, não, eu não estou falando de sexo, eu falo de confiança, de afeto, de amor mesmo. Não adianta, a gente fica sim com o pé atrás. Tanto que, geralmente, depois de uma experiência dolorosa como essa, algumas de nós acabam se tornando como eles, elas viram canalhas e querem dar o troco em tudo quanto é homem que aparece. 

Mas, calma, gente! Não é bem assim também, né?! Acho que passar por um período de luto é fundamental nesse caso – luto porque os planos se tornaram ilusão, eles morreram e isso dói, eu sei. Então, o melhor que temos a fazer é nos recompôr, sacodir a poeria e dar a volta por cima, porque não existe nada melhor nesse mundo do que estar bem consigo mesma. Afinal, estar bem-resolvida é essencial para abrir seu coração para um novo amor. E, quem sabe, o sapo vira príncipe.

 

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.