Será que a culpa é nossa?

Mulheres vivem reclamando que os homens estão superficiais e não querem relacionamentos sérios. Reclamam, ainda, que já não são românticos, amam ou demonstram amor como antigamente. Mas, diante de tanta exposição das “mulheres frutas”, como eles vão ser românticos?

Esses dias, estava passando pela rua um carro, dirigido por uma mulher, tocando um funk, cuja letra dizia: Eu ficava sozinha,esperando você/ Eu gritava e chorava que nem uma maluca…  / Valeu muito obrigado mas virei PUTA!

Dias depois, dentro do elevador, chegando ao trabalho, um celular toca:Eu sei que você é casado/ Como é que eu vou te explicar?/ Essa vontade louca muito louca / Eu posso falar? / Quero te dar!Olhei em volta para ver de quem era o celular, e uma moça loira, que deve ter seus 20 anos, atendeu, sem nem ficar vermelha. Isso que devia ter uns quatro homens em volta dela.

É fácil imaginar o que deve ter se passado na cabeça daqueles homens…

Será, então, que essa visão que a maioria deles têm da maioria de nós, mulheres, não seja por culpa nossa? Vale lembrar que as duas letras de funk citadas acima são cantadas por um grupo de MULHERES, chamado Gaiola das Popozudas.

Sem estereótipos ou preconceitos, não é disso que se trata, não é por ser funk, é a letra. Preste atenção no que diz a letra… Pode ser que a culpa de os homens nos verem como fáceis, encontros para uma noite só ou que só servimos para sexo, seja nossa mesmo.

Afinal, facilitamos, não?

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.