Sexo seguro e saúde de lado

O Ibope Mídia, em comemoração ao Dia Internacional das Mulheres realizou uma pesquisa sobre as brasileiras, levantando dados sobre os hábitos de consumo, saúde e comportamento das mulheres. A pesquisa revelou o perfil multifuncional das mulheres que têm cada vez mais desempenhado diversos papeis na sociedade e uma conseqüência deste acúmulo de funções: a falta de tempo para cuidar da saúde. Apesar de cerca de 79% das entrevistadas afirmarem que pagariam qualquer preço pela boa saúde, a pesquisa apontou também que 59% das mulheres procuram o médico apenas quando estão doentes.

Sexo seguro?

O levantamento do Ibope Mídia apontou que  apenas 49% admitem usar preservativo com parceiros em novos relacionamentos. Um dado preocupante e que segundo o Ibope vem caindo a cada ano. No ano de 2002 eram 71% o percentual de mulheres que se preveniam em suas relações sexuais.

Qualidade de vida

A pesquisa mostrou que a mulher prioriza a aparência e se preocupa com sua forma física, porém, com uma agenda intensa de trabalho, casa e família está deixando de se prevenir e consequentemente, abrindo brechas para que a qualidade de vida tão desejada não seja alcançada.

Dados da Pesquisa:

80% Preocupam-se com sua forma física

79% Pagariam qualquer preço para manter a saúde em forma

53% A vida agitada as impede de cuidar da saúde

35% Não tem tempo de preparar refeições saudáveis

56% Desfrutam de dietas saudáveis e balanceadas

34% Praticam esportes ou exercícios pelo menos 1 vez por semana.

Hábitos de Consumo

A pesquisa mostra que não é somente o shopping o lugar de compras da mulher moderna, que prioriza tempo, qualidade e bom gosto. As lojas de rua foram escolhidas por 84% das entrevistas como preferidas para às compras. As consumidoras que compram pela internet foram 18% das entrevistas e o gasto médio nas compras chega a R$ 190,83.

O que elas estão comprando?

79% roupas femininas

61% calçados

44% roupas masculinas

40% roupas infantis

* compras dos últimos 30 dias.

A pesquisa do Ibope Mídia

Foram entrevistadas 18 mil pessoas de ambos os sexos, de diversas classes sociais, com idades entre 12 e 64 anos, no período de agosto de 2009 a julho de 2010.

A pesquisa foi feita nas regiões metropolitanas de São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, Brasília, do Rio de Janeiro e nas cidades do interior de São Paulo e das regiões Sul e Sudeste.

E você? Tem conseguido realizar seus exames preventivos periodicamente ou as agendas intensas do dia-a-dia têm impedido que você cuide de sua saúde? Sexo com ou sem camisinha?  O que você pensa sobre isso? Comente!

Viviane Duarte

Fundadora

Jornalista e Fundadora do Plano Feminino. Sua paixão está em criar estratégias que inspirem e gerem conexões com propósito por meio de conteúdos e projetos especiais que promovam a igualdade de gênero e o empoderamento feminino na publicidade e sobretudo, na sociedade.