Sobreviventes de dupla mastectomia arrasam em desfile de moda ínitma

Quando a empresa de roupas íntimas sem gênero Play Out fez uma sessão de fotos com sobreviventes de câncer de mama, o movimento viveu um enorme avanço ao promover a conscientização para a nossa forma de ver as mulheres que tiveram dupla mastectomia sem reconstrução.

Duas das modelos da sessão de fotos, Emily Jensen e Melanie Testa, toparam participar também de um desfile de moda em Nova York para celebrar o orgulho LGBT.

Play-Out-I

A co-fundadoro da Play Out, Abby Sugar, disse ao Mashable por email que ampliar a visibilidade das mulheres que se submeteram à mastectomia é vital para alterar o modo como a sociedade percebe a beleza feminina.

“Depois de fazer uma dupla mastectomia, Emily compartilhou fotos de si mesma no Facebook, de férias e de topless”, disse Sugar, que era amiga de Emily muito antes dela começar a trabalhar com a marca. “Estas imagens eram muito poderosas, imagens fortes e, embora Emily seja uma amiga querida, nós não sabíamos o que ela tinha passada diariamente como um sobrevivente do câncer de mama. Além disso, ela se destacou contra a sociedade de expectativas de beleza feminina e a narrativa dominante de reconstrução após mastectomia”.

Sugar diz que é importante que as pessoas estejam conscientes da “flattoppers”, ou mulheres que sofreram mastectomia e escolheram permanecer sem peito.

“Queríamos ajudar essas mulheres não só mostrando que você pode ser você mesmo, não importa a sua apresentação de gênero ou após um diagnóstico de câncer, mas passar a palavra sobre o orgulho FlatTopper (a organização sem fins lucrativos que Emily começou).”

Ao participar de um desfile de moda, elas fizeram um movimento importante para para mostrar que as mulheres por trás do projeto estão interessados em mudar a percepção da sociedade de apresentação de gênero.

“Nós também queremos ter a certeza de ser visto por um público mais vasto e seguir rompendo barreiras em termos de expectativas de gênero”, escreve Sugar. “É roupa íntima, não importa a sua apresentação de sexo ou orientação sexual (gay, hetero, bi, pan, etc.), todos nós devemos ser capazes de usar o que nos faz sentir sexy e confiantes.”

A Play Out busca em seus proditos e valores sempre a mensagem de positividade do corpo.

Ana Victorazzi

Jornalista

Apaixonada por café, cor laranja e animais. Formada em jornalismo e mãe de dois gatos, acredita na bondade das pessoas.