Você sabe para onde vai seu imposto de renda?

Por uma grande negligência da minha parte, que não lembrou e nem deu importância para isso nos três últimos anos, essa foi a primeira vez que declarei o imposto de renda. Essa negligência me trouxe várias dores de cabeça, a começar com o possível cancelamento do meu CPF e a proibição de movimentação bancária.

Gente, sem CPF e conta em banco a gente não pode fazer muita coisa: não pode tirar visto para outros países, não pode se matricular em cursos, tudo que você tiver que fazer, que envolva dinheiro, se tornará uma dor de cabeça. E em um mundo em que o dinheiro de plástico ou mesmo o digital, estão tomando conta da forma como lidamos com o dinheiro, me vi em desespero, com medo de não conseguir tirar meus planos do papel.

Nunca dei muito valor para isso, pois sempre achei que era só mais uma forma de pagar mais imposto do que já pagamos. Em tese, não é um pagamento e como o próprio nome diz, é uma declaração do que você pagou no ano. Por fim, fiz a declaração do IR dos últimos três anos e fiquei mais tranquila. Isso me fez procurar mais informações sobre o imposto de renda e principalmente: PARA ONDE ELE VAI?

Segundo o site da Receita Federal, ele é dividido entre Governo Federal, Estado e Municípios para que cada um faça BOM uso onde mais precisa.
A maior parte é destinada à saúde, à educação, Bolsa Família e outros programas de transferência de renda. Mas ele também pode entrar nos investimentos para habitação popular, recuperação de estradas, segurança pública e estimular a pesquisa científica.

Legal saber que o seu dinheiro vai para programas de ajudam quem precisa, não é? Mas o que você não sabia (nem eu) é que nós podemos destinar parte do Imposto de Renda para o Fundo da Criança e do Adolescente, onde você pode acompanhar o que sua cidade faz com o dinheiro.

Semana passada conheci um programa do Santander chamado Amigo de Valor.  O programa é o TERCEIRO MAIOR do Brasil, fica atrás apenas do Criança Esperança e do Teleton. Ele incentiva que funcionários e correntistas do banco destinem 6% do Imposto de Renda para ser revertido para os Fundos da Criança e do Adolescente. Não precisam pagar nada, eles usam o imposto que já foi pago, e dão endereço para que possa ser usado. 🙂

Em 2014, o Programa Amigo de Valor completa 13 anos com resultados muito expressivos. Ao todo, o programa já beneficiou mais de 44 mil crianças e adolescentes em mais de 190 municípios, arrecadando cerca de R$ 71 milhões para os Fundos Municipais, garantindo os direitos das crianças.

Nesse ano, com apoio de uma consultoria especializada, foram selecionados de acordo com índices de educação, saúde, renda e emprego, 56 munícipios para serem apoiados pelo programa.  Além disso, com o dinheiro arrecadado em 2013, foi realizado um diagnóstico completo sobre a situação de crianças e adolescentes dos municípios selecionados, para que nos próximos dois anos, com o dinheiro que será arrecadado, os planos de ação para esses municípios sejam colocados em prática.

imposto de renda amigo de valor santander

A destinação deve ser feita até 21 de novembro e olha como é simples participar:
Se você é Pessoa Física:
Pode destinar até 6% do IR. O valor destinado pode ser abatido do imposto devido.
Mesmo não sendo cliente Santander ou seja isento, você pode doar para o programa e as doações podem ser feitas pelo site.

Se você é Pessoa Jurídica:
A empresa que opera pelo lucro real pode direcionar até 1% do IR devido aos Fundos Municipais. O incentivo fiscal incide somente sobre o valor do Imposto de Renda calculado mediante aplicação da alíquota de 15%;
A empresa que declara o Imposto de Renda no modelo SIMPLES ou lucro presumido também pode contribuir fazendo uma doação não dedutível.
Bom saber para onde vai, não é? Aproveite e coloque nos planos par 2015, acompanhar o uso do seu imposto de renda e ver ele ser bem usado por quem precisa. <3

Assista o vídeo que conta um pouco sobre a diferença que o programa faz na vida de milhares de crianças e adolescentes 🙂

Publicidade: O Santander é parceiro e apoiador do Plano Feminino nas matérias sobre educação financeira.

Redação

Produzido por uma equipe cheia de Planos para compartilhar.